A participação que marcava o adeus de Arlindo Jr. no Festival de Parintins

Arlindo Jr. fez sua última participação no Festival Folclórico de Parintins em 2019, ele apareceu no momento tribal do Boi Caprichoso.
Por João Paulo Castro
Publicado em 26/06/20 às 03h31
arlindo

Foto: Divulgação

“Aos que foram donos das terras, aos que foram donos das penas, eterno como sempre será eterno o criador”. Um trecho que marcou a carreira de um ícone, é impossível não lembrar do saudoso Arlindo Júnior, popularmente conhecido como ‘Pop da Selva’, agitando multidões durante a época de ouro do Festivais Folclóricos de Parintins na capital amazonense.

Em 1989, a convite de um grupo de representantes do Boi Caprichoso, tornou-se levantador de toadas do Boi da Francesa, desde lá não parou mais. Arlindo também foi apresentador, mas sua grande paixão era cantar.
O ‘Pop da Selva’ marcou sua trajetória no Boi Caprichoso com momentos inesquecíveis, fazendo o público se emocionar no Bumbódromo.

Por muitos anos travou inúmeros duelos com Paulinho Faria, Israel Paulain e David Assayag, no entanto, em 2016 enfrentou a maior luta de sua vida, o Câncer. Arlindo foi diagnosticado com a doença localizada na região da pleura (Membrana que envolve os pulmões), a partir desse momento, começou trilhar uma longa jornada para restabelecer sua saúde.

Missa de 7º dia de Arlindo Júnior será realizada neste sábado ...
Arlindo Jr. durante apresentação do Caprichoso em 1996. Foto: Andreas Valentin

Despedida

Bastante debilitado, Arlindo Júnior fez sua última participação no Festival Folclórico de Parintins, em 2019. Ele participou do momento tribal cantando a toada que sempre esteve presente no seu repertório, ‘Pesadelo dos Navegantes’, de 1996.

Ele apareceu de surpresa na arena e levou o público ao delírio, o momento mais marcante se deu, quando Arlindo abraço u de maneira calorosa seu amigo, o cantor David Assayag, que hoje ocupa o cargo de levantador de toadas do Boi Caprichoso.

O presidente do Conselho de Arte, Ericky Nakanome, relembra a tensão de como foi planejar a participação de Arlindo no Festival de Parintins 2019.

“Mesmo cansado e sempre com dores recebeu a notícia muito feliz e compromissado com o seu ato no espetáculo. Acompanhado de seu filho e seu “irmão de coração” Carlão, andava pelas dependências do Galpão nos dando ainda assim seus conselhos de uma vasta experiência. Na primeira noite, ao adentrar a arena, cantou para a sua galera que em êxtase vibrou ao seu comando, continuou na arena e não mais o vi naquela noite”, falou.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé
Foto: Arleison Cruz/Imprensa Caprichoso

Arlindo também participou da segunda noite do Festival, Nakanome revela que presenciou um semblante de dor no rosto do ‘Pop da Selva’, mas depois, o que era tristeza deu lugar para um sorriso, com uma alegria irradiante.

“Na segunda participação, veio até mim com a expressão de muita dor e sofrimento, perguntou detalhes da sua entrada, segurou nas minhas mãos apertou e disse: vamos lá! Acendeu o sorriso no rosto apagando temporariamente a escuridão daquela dor e nos presenteou com mais um momento de grande emoção na arena”, contou.

Comandando a torcida que tanto amou, Arlindo Jr. se despediu da arena dos sonhos e partiu para a eterna morada. Hoje ele é o pássaro sonhador que sobrevoa no intenso céu azul da Região Amazônica.

Falecimento

Arlindo Júnior faleceu no dia 29 de dezembro de 2019, ele estava internado no Hospital Samel para continuar o tratamento contra o câncer. Porém, o quadro clínico dele teve uma piora e o ‘Pop da Selva’ deixava seus fãs, amigos e familiares.

Ele foi velado no Centro de Convenções Vasco Vasquez, Arlindo também recebeu as últimas homenagens do povo parintinense em um longo cortejo nas ruas de Parintins. Retornando à Manaus, Arlindo Jr. foi sepultado no Cemitério São João Batista.

Hoje, se não fosse a pandemia da Covid-19, seria a primeira noite de apresentação do Boi Caprichoso. Alcíria Gomes, fã de Arlindo, disse que não iria prestigiar o festival desse ano em respeito ao seu grande artista.

“No começo do ano eu já havia afirmado “não irei pro Festival”. Sim, a ausência ainda é muito forte aqui dentro do peito e não sou tão forte quanto pareço quando o assunto é o Arlindo. Trocamos mensagens na semana do Festival pois fiquei sabendo que estaria na arena. Ele me disse “vai ser muita emoção” e foi”, falou.

A imagem pode conter: Alciria Gomes e Arlindo Junior, pessoas em pé
Foto: Reprodução/Facebook

Confira o vídeo da apresentação

Vídeo: Reprodução/TV A Crítica

Por João Paulo Castro

Leia também: Live: Gilberto Gil, Katy Perry, Gusttavo Lima e Titãs agitam a sexta-feira

arlindo

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link