Amazonas confirma 54 casos de coronavírus

Segundo a diretora-presidente da Fundação de Vigilância (FVS), Rosemary Pinto, são 52 caso em Manaus, dois em Parintins e um óbito.
Publicado em 25/03/20 às 02h16
Por joao.castro

O Estado do Amazonas confirmou 54 casos de coronavírus (Covid-19). A informação foi divulgada pela direta-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Rosemary Pinto, na tarde desta quarta-feira (25) durante uma coletiva online com o governador Wilson Lima.

Ao todo, são 52 em Manaus, dois em Parintins, um óbito, 49 pacientes em isolamento domiciliar, quatro internados e 49 casos em investigação.

Wilson Lima afirmou que ainda hoje vai baixar um decreto que, todo passageiro que chegar no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, seja colocado em quarentena.

O governador também comentou sobre as declarações do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido). “Não voltarei atrás em nenhuma decisão que foi tomada anteriormente em meu governo. Todas as decisões foram baseadas nas recomendações do Ministério da Saúde”, disse Wilson.

Rosemary afirmou que 80% dos casos são importados. “Alguns pacientes viajaram para fora do Amazonas, eles estiveram em São Paulo ou até mesmo na Europa. Não há informações sobre transmissão comunitária”, falou Rosemary. Ao todo 174 testes para detectar o vírus foram realizados.

Crematório

Wilson Lima afirmou que o Amazonas terá um crematório destinado para as vítimas fatais do coronavírus. Segundo ele, a entrega do local vai acontecer até a próxima semana.

Na última terça-feira (24) aconteceu o primeiro óbito em decorrência do coronavírus no Estado, o empresário Geraldo Sávio da Silva, 49, caso confirmado de Parintins. Wilson Lima afirmou que ele vai ser cremado, atendendo um desejo particular dos familiares.

“Há um protocolo a ser seguido, se aconselha que o paciente seja cremado. O desejo da família é que o corpo seja cremado, vamos atender o desejo da família. O corpo ficará isolado no Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz. Assim que chegar o momento, ele vai ser cremado”, disse.

Cloroquina

Recentemente foi anunciado que o Amazonas vai iniciar um processo de pesquisa com o medicamento cloroquina para combater a doença. A iniciativa está sendo realizada pela Fundação de Medicina Tropical em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam), FVS e o Hospital Delphina Aziz.

Questionada sobre a aplicação da cloroquina em Sávio, Rosemary explicou que foi seguido todos os protocolos com o paciente.
“Ele (Sávio) apenas uma dose, não foi possível fazer conclusão, todo o protocolo foi atendido. Nós obedecemos o o protocolo de pesquisa e executado por um grupo experiente. Ele vinha melhorando com instabilidade, o paciente encontrava-se grave, entubado, mas com situação estável”, falou.

Recomendação

Rosemary passou algumas recomendações durante a coletiva. Ela reforçou o uso do álcool em gel alertou para quem precisa sair de casa. “Precisamos que as pessoas fiquem em casa, principalmente os idosos. Quem tiver que ir na farmácia, precisa ir sozinho.”, reitera.

Por João Paulo Castro

MATÉRIAS RELACIONADAS