Amazonas vive uma segunda onda por Covid-19? Saiba o que diz o governo

covid-19 onda
A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) destacou que houve uma baixa nos números de pacientes confirmados com a Covid-19
Por João Paulo Castro
Publicado em 16/09/20 às 05h10

Manaus – A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), por meio da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), se manifestou nesta quarta-feira (16) a respeito da possível onda do novo coronavírus (Covid-19) no estado.

Hoje à tarde viralizou um áudio da chefa da enfermaria do Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, unidade referência no tratamento da doença na capital, Neuma Bandeira, afirmando que o estado enfrenta uma segunda onda da Covid-19.

“A FVS já considera o início de uma segunda onda. Vamos redobrar as precauções. Aquele anúncio que o Governo está fazendo que o Delphina ia voltar a atender todas as especialidades, ia voltar cirurgia, mudou tudo. Vamos, inclusive, aumentar mais leitos de UTI para receber Covid”, disse Neuma no áudio.

Entretanto, a FVS-AM desmentiu a informação e garantiu que o Amazonas não vive uma segunda onda por Covid-19.

“Apesar da queda no número de casos, internações e óbitos no estado até o fim de agosto, o Amazonas ainda permanece com circulação viral de Covid-19 na capital e no interior, ou seja, o estado continua em pandemia. Os indicadores monitorados pela FVS-AM apontam uma desaceleração na queda da média móvel de casos e um movimento de alta na média móvel de internações pela doença. Porém, no momento não é possível afirmar que o Amazonas vive uma segunda onda de Covid-19”, disse a nota.

Em boletim divulgado pela FVS-AM na última terça-feira (16) aponta que o Amazonas tem 288 pacientes internados, sendo 187 em leitos clínicos (70 na rede privada e 117 na rede pública) e 97 em UTI (52 na rede privada e 45 na rede pública).

O número de pacientes confirmados com a doença é de 128.150 casos confirmados, sendo 45.909 em Manaus, 82.241 no interior e 3.907 em decorrência do vírus. Em contrapartida, o Amazonas soma 108.692 recuperadas da Covid-19.

Internações

Segundo a FVS-AM, o aumento de internações por Covid-19 é resultado de grandes aglomerações.

“De acordo com a FVS-AM, esse comportamento vem favorecendo a propagação do vírus, tendo relação direta com as atividades recreativas do último feriado, em balneários (incluindo a Ponta Negra), bares, casas noturnas, festas, confraternizações de aniversário e casamento, e outras aglomerações, que incluem, por exemplo, as convenções partidárias em função do período eleitoral, com intensificação da transmissão, principalmente na faixa etária entre 30 e 49 anos”, reitera.

Apesar dos altos índices de internações por Covid-19, o Governo do Amazonas procura manter a reabertura do HPS Delphina Aziz para outros tipos de tratamento.

Foto: Edmar Barros/Futura Press

Leia também: Klinger Araújo permanece estável e família pede orações ao cantor

covid-19 onda

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap