Amon Mandel viabiliza Enem seguro para o AM nos dias 23 e 24 de fevereiro

"Irei solicitar 100% da operacionalização da frota de ônibus na capital e sugerir que se adote ponto facultativo pela Prefeitura de Manaus", acrescentou Amon
Por Karol Maia
Publicado em 22/02/21 às 11h40

Com objetivo de definir a reaplicação segura do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 no Amazonas, o vereador de Manaus Amon Mandel (Podemos) passou os últimos dias em articulação junto ao Ministro da Educação, Milton Ribeiro.

Segundo o vereador, após longas conversas, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), informou que cumprirá a decisão judicial de janeiro, que garante a reaplicação das provas do Enem 2020, nos dias 23 e 24 de fevereiro em todo o Amazonas, com maior segurança.

As articulações também envolveram conversas com o governador do Estado do Amazonas, Wilson Lima (PSC). O governador se comprometeu em decretar ponto facultativo nas repartições públicas, resguardando os serviços emergenciais e essenciais, para evitar aglomerações em ônibus que operam o sistema de transporte coletivo, além de diminuir o fluxo de veículos na capital.

“Irei encaminhar um pedido ao prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) para que a prefeitura de Manaus garanta 100% da operacionalização da frota de ônibus na capital nos dias 23 e 24 e fiscalize a questão. É uma ação que pode garantir que a maioria dos 114 mil estudantes da capital, que vão fazer as provas, não sejam expostos a aglomerações dentro dos coletivos. Também irei sugerir que se adote ponto facultativo pela Prefeitura de Manaus, tal como será feito no Estado”, afirmou Amon.

Adiamento

As provas do Enem no Amazonas foram adiadas em janeiro, após uma ação movida, com apoio do deputado Marcelo Ramos (PL), contra o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Naquele momento, com o colapso da saúde no Estado e toda a questão do oxigênio, as condições não eram ideais, como defenderam representantes do Amazonas.

“Agora, como estamos numa curva decrescente de casos e, supõe-se, houve um preparo maior por parte de todas as demais autoridades, entendo que, seguindo todas essas medidas, será possível oferecer a oportunidade aos estudantes do Amazonas”, completou Mandel que também agradeceu aos deputados Átila Lins e Marcelo Ramos pela ação em favor dos estudantes.

*Texto: Karol Maia

LEIA TAMBÉM

veja mais

veja mais

Copy link
Powered by Social Snap