Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

9 de agosto, 2022

Animais de estimação melhoram desenvolvimento de crianças

Ainda, os animais contribuem com pessoas com espectro autista. Crianças de todas as idades podem ser beneficiadas com os pets

Entender a relação entre os animais e as crianças é essencial para que os pequeninos tenham um entendimento real e não romantizado dos bichos. A escolha por um animal de estimação contribui para a formação de uma ideia fiel à realidade selvagem.

Viver na companhia dos animaizinhos proporciona diversão e companhia para os filhos, na ausência dos pais.

Uma pesquisa norte-americana revelou que 63% dos lares com bebês menores de 12 meses de idade tinham pelo menos um animal de estimação. Outro estudo australiano concluiu um aumento de 10% de famílias com pets ao início das crianças nas escolas.

Os benefícios dos animais de estimação às crianças vão desde influenciar as habilidades sociais e a saúde física até o atuar no desenvolvimento cognitivo. Observa-se que, ao cuidar de animais, os níveis de empatia aumentam.

Ainda, cuidar de animais de estimação também reduz o estresse e aprimora os relacionamentos de crianças com autismo e famílias. 

Conviver com os seres da fauna contribui no raciocínio lógico dos pequenos. Observações coordenadas por especialistas concluíram que, na presença de um cão, crianças cometiam menos erros e precisavam de menos lembretes em exercícios de memória.

Embora possam gerar bons frutos para todos os membros, nem toda família deve possuir pet. Assim como nem toda criança que tem cachorro apresentará resultados melhores do que as que não têm. 

Problemas relacionados ao comportamento, necessidades médicas e encargo financeiro podem dificultar a vida com o pet.

Apenas viver sob o mesmo teto não é o suficiente para se extrair os pontos positivos da troca entre humano e natureza. Para que seja refletido um viés saúdavel aos seres humanos, é importante que a relação interpessoal entre os moradores com os bichos seja harmoniosa.

O contexto familiar também influencia. Um dos estudos mostrou que crianças sem irmãos são mais beneficiados por, talvez, os animais agirem como um “irmão substituto”.

Dessa forma os pets proporcionam uma ampliação da visão que as crianças têm sobre o mundo animal. Mesmo que inconscientemente, na maioria das vezes, os menores se tornam mais compreensivos, empáticos e receptivos com outros animais.

LEIA TAMBÉMNem só de ração se vive: como gatos reagem a frutas

Receba notícias do Portal Tucumã no seu Telegram e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://t.me/portaltucuma

MATERIAS RELACIONADAS