Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

11 de agosto, 2022

Apoiadores de Bolsonaro pedem apuração de produção que ‘simula’ atentado contra presidente

A Rede Globo negou em nota que as imagens da produção sejam da empresa.
Foto: Reprodução/Twitter

Brasil – Uma suposta produção audiovisual chamou a atenção de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) neste sábado (16). Políticos e aliados pediram uma investigação de quem teria produzido e financiado o projeto em que o chefe do Executivo aparece ferido ao lado de uma motocicleta.

Segundo apoiadores do presidente, seria a simulação de um atentado contra Bolsonaro em uma motociata. Procurada pelo site Poder360, a Rede Globo negou em nota enviada à reportagem que as imagens da produção sejam da empresa.

No entanto, a emissora informou se tratar de um filme do cineasta Ruy Guerra chamado “A Fúria”, que encerrará a trilogia iniciada com “Os Fuzis”, de 1964, e “A Queda”, de 1978, em que o Canal Brasil tem uma participação de 3,61% nos direitos patrimoniais.

“O Canal Brasil tem uma participação de apenas 3,61% nos direitos patrimoniais desse filme, mas jamais foi informado dessas cenas e, como é praxe em casos de cineastas consagrados, não supervisiona a produção. Embora tenha participação acionária no Canal Brasil, a Globo não interfere na gestão e nos conteúdos do canal”, afirmou.

Nas imagens compartilhadas nas redes sociais, um homem representando Bolsonaro, com a faixa presidencial, aparece caído e ferido no peito ao lado de uma motocicleta. O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), filho do presidente e o vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) se manifestaram sobre o caso no Twitter.

“Tentaram matar Bolsonaro uma vez e não conseguiram, agora, até ensinam como fazer”, disse Flávio Bolsonaro (PL-RJ). Mourão (Republicanos) disse que repudia “veementemente qualquer ato que possa estimular a violência a quem quer que seja”. Ele considerou o episódio um “ato imoral à nação e ao governo federal”.

Veja nota da Rede Globo:

“A Globo desmente que pertençam a produções suas – seja para canal aberto, canais fechados próprios ou Globoplay – vídeo e fotos que estão circulando nas redes sociais de gravação de obra ficcional mostrando um atentado ao presidente da República. A Globo não tem nenhuma série, novela ou programa com esse conteúdo. Segundo foi informada, a gravação seria de um filme do cineasta Ruy Guerra chamado ‘A Fúria’, que pretende fechar a trilogia iniciada com ‘Os Fuzis’, de 1964, e ‘A Queda’, de 1976.

“O Canal Brasil tem uma participação de apenas 3,61% nos direitos patrimoniais desse filme, mas jamais foi informado dessas cenas e, como é praxe em casos de cineastas consagrados, não supervisiona a produção. Embora tenha participação acionária no Canal Brasil, a Globo não interfere na gestão e nos conteúdos do canal.”.

Com informações do site Poder 360

Receba notícias do Portal Tucumã no seu Telegram e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://t.me/portaltucuma

MATERIAS RELACIONADAS