Após cometer estupro, homem obriga mulher a andar de mãos dadas com ele

No início de maio, além de violentar sexualmente uma mulher, ele ainda levou R$ 150 dela.
Por redacao
Publicado em 23/05/20 às 01h36

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu um estuprador que aterrorizava jovens mulheres em Sobradinho. Segundo informações da 13ª DP, o suspeito fez pelo menos duas vítimas nos últimos dias.

No início de maio, além de violentar sexualmente uma mulher, ele ainda levou R$ 150 dela. A segunda vítima foi atacada há cerca de 15 dias depois. Nos dois casos, ele colocava a mão no bolso da jaqueta e simulava estar armado

Embora os crimes tenham ocorrido em momentos distintos, as abordagens foram no mesmo local: no ponto de ônibus da passarela da Vila Dnoc’s, sentido Sobradinho / Plano Piloto. O criminoso fazia graves ameaças, levava as vítimas até um matagal e as forçava a manter relações não consentidas.

Durante o estupro, o bandido sempre dizia que iria matá-las e que afirmava que “sexo gostoso não era maldade”. Ele chegou a obrigar uma das vítimas a andar de mãos dadas com ele após a violência sexual a fim de não chamar atenção que quem passava por perto.

Tráfico

O suspeito, de 26 anos, estava em liberdade fazia apenas dois meses. Ele havia cumprido pena pela prática de tráfico de entorpecentes no Mato Grosso. Na hora da detenção trajava a mesma bermuda, jaqueta e sandálias de quando cometeu os delitos.

Para a polícia, confessou os atos e disse estar “arrependido”. Se condenado, ele pode pegar de de 16 a 30 anos de reclusão.

Metrópoles

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap