terça-feira, 18 de fevereiro de 2020
M

Após deixar diretoria, Wallim Vasconcelos faz críticas a gestão de Rodolfo Landim

Wallim Vasconcelos foi vice de finanças do Flamengo. Ele usou sua conta oficial no Twitter para explicar sua saída do rubro-negro carioca.
Publicado em 12/02/20 às 02h38
Por thiago.eduardo

Foto: Márcio Alves/Agência O Globo

Wallim Vasconcelos, ex-vice de finanças do Flamengo, usou sua conta oficial no Twitter para explicar sua saída da diretoria.

Segundo Wallim, a sua saída foi motivada por inúmeras divergências com a alta cúpula do rubro-negro, além de não ter participação efetiva nas decisões do Flamengo.

“A minha renúncia deveu-se, sobretudo, a divergências em relação ao estilo de gestão, aonde a maioria dos Vice-presidentes possui pouca participação nas discussões de assuntos relevantes e impactantes na vida do clube. Na verdade, nunca fomos um verdadeiro colegiado, desperdiçando, a meu ver, a oportunidade de um debate de alto nível com todos os participantes. Todos nós perdemos, o Flamengo como instituição, também perde. Mas entendo que o presidente do clube tem o direito de geri-lo da maneira como entender melhor, pois foi eleito legitimamente para isso

O ex-dirigente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) entregou seu cargo no Flamengo na última segunda-feira (10). A informação foi divulgada pelo jornalista Mauro Cezar Pereira, da ESPN, em seu blog.

Wallim começou a trabalhar no Flamengo em 2012, na época, comandado pelo ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello. O clube passava por uma intensa crise econômica, política e moral. Bandeira, Wallim e entre outros dirigentes trabalharam para devolver a credibilidade e o respeito do clube diante da mídia e os torcedores.

Ainda de acordo com Wallim, “sem investir em pessoas e contratar empresas muito qualificadas, nosso crescimento estará limitado. Temos uma oportunidade gigantesca de atingirmos um patamar nunca visto no futebol mundial por um clube brasileiro e por um longo tempo, mas, para isso, temos que selecionar bem quem vai nos ajudar a alcançá-lo”.

Mudança

Com a saída de Wallim Vasconcelos, quem assume o cargo é Rodrigo Tostes, que já trabalhou no Flamengo durante a primeira gestão de Eduardo Bandeira de Mello, em 2012.

Confira o post na íntegra

Da Redação com informações do jornal O Globo

Matérias Relacionadas