Após derrota, Ricardo Lecheva acredita na evolução do Fast no 2º turno da Série D

Em jogo válido pela sétima rodada do grupo A1, o Rolo Compressor foi batido pelo Castanhal-PA
Ricardo Lecheva, técnico do Fast - Foto: João Normando/FAF

Após amargar a terceira derrota consecutiva, dessa vez para o Castanhal-PA por 2 a 1, no último sábado (17), na Série D do Campeonato Brasieliro, O Fast Club se prepara para enfrentar o mesmo time paraense.

O Rolo Compressor terminou o primeiro turno na sexta colocação, com seis pontos, quantro a menos que o primeiro time do G4, o Penarol de Itacoatiara, outro representante amazonense. Embora os últimos resultados sejam negativos, o técnico Ricardo Lecheva, acredita que a equipe evoluiu e criou chances de gol.

“A derrota foi um castigo. Muito difícil falar de merecimento no futebol, mas se a gente for analisar as circunstâncias do jogo, é claro que a gente lamenta muito esse resultado. Isso porque, a equipe teve postura, teve volume, teve criação de jogadas ofensivas principalmente. No duelo contra o Castanhal, tivemos bolas na trave. Mas nem sempre time que joga melhor, vence. Vamos trabalhar para corrigir os erros e conquistar resultados positivos”, avaliou.

A próxima partida abre o segundo turno do grupo A1, e acontece no próximo sábado (24), às 15h, no estádio Modelão, em Castanhal, no Pará.

MATERIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap