Aras atua para fábrica da Ford na Bahia ser repassada a outra montadora

Aras
Em mensagem enviada a uma rede interna de procuradores, Aras diz que é papel do Ministério Público Federal "velar pela ordem econômica, consumidor e trabalhista"
Por Edilânea Souza
Publicado em 12/01/21 às 12h23

O procurador-geral da República, Augusto Aras, tem atuado nos bastidores para promover um entendimento entre União, Estados e municípios para que outras montadoras assumam os parques industriais que serão deixados com a saída da Ford do país. Com berço jurídico na Bahia, Aras busca especialmente uma solução para a fábrica da Ford em Camaçari, na Bahia.

Em mensagem enviada a uma rede interna de procuradores, Aras diz que é papel do Ministério Público Federal “velar pela ordem econômica, consumidor e trabalhista”. “Estamos tentando salvar o parque industrial da Ford, empregos e tributos”, diz o texto obtido pela coluna.

“Com isso, estamos tentando unir União, Estados e Municípios para que outras montadoras assumam os parques industriais, mantendo as atividades com novas marcas. Nada disso é fácil! Mas estamos tentando!”, escreveu Aras.

A mensagem, que também é assinada pelo Procurador-Geral do Trabalho Alberto Balazeiro, foi enviada nesta segunda-feira (11) horas após o anúncio feito pela montadora. Nela, Aras e Balazeiro afirmam que vão intensificar “conversas com o governo federal e pretensos investidores”.

“Nosso esforço é em prol do parque industrial de Camaçari/BA que pode produzir automóveis”, escrevem os magistrados.

Nesta segunda-feira (11), após o anúncio da Ford, o governo da Bahia entrou em contato com a Embaixada Chinesa para sondar possíveis investidores com interesse em assumir o negócio.

Falta de verdade

Nesta terça-feira (12), o presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) disse a apoiadores que a Ford não ‘falou a verdade’ sobre a decisão de fechar as fábricas no Brasil. Para Bolsonaro, a empresa queria subsídios para continuar produzindo veículos no país.

Segundo a Ford, a decisão faz parte da reestruturação global e também no mercado sul-americano. A empresa também alegou que a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus afetou de forma significativa à venda de veículos no país.

“Mas o que a Ford quer? Faltou a Ford dizer a verdade, né? Querem subsídios. Vocês querem que eu continue dando R$ 20 bilhões para eles como fizemos nos últimos anos? Dinheiro de vocês, impostos de vocês, para fabricar carro aqui? Não. Perdeu a concorrência. Lamento”, diz Bolsonaro.

Com informações UOL

Leia mais: Bolsonaro diz que Ford queria subsídios para atuar no Brasil e faltou com a verdade

Aras

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap