terça-feira, 16 de agosto de 2022

Ator conta momento mais difícil que viveu em gravações de filme sobre Suzane von Richtofen

O ator Allan Souza Lima, intérprete de Cristian Cravinhos no filme A Menina que Matou os Pais, que conta a história da jovem Suzane von Richthofen, condenada pela morte dos pais em 2002, revelou que a cena mais difícil foi a do tribunal, quando os envolvidos depõe. O ator disse ainda que perdeu 7 kg para viver o personagem.

“Foram dois dias chorando o dia inteiro. Foi um trabalho muito ímpar. Pela primeira vez eu tinha uma limitação de fazer algo dentro do contexto. Ele é paulista, tem trejeitos para falar. Quando eu tive contato com o depoimento, quando ouvi a voz dele, é catártico. A imagem que ele tem é completamente contraditória do que aparentou ser. É pelo meu estudo com o processo. Ele tem algo muito infantil. Ele era o que mais chorava”, disse em entrevista à Quem.

O ator disse ainda que tentou ter contato com Cristian, mas não foi autorizado pela produção. “Eles não têm nenhum envolvimento com o filme, que é baseado nos autos do processo”, explicou.

A atriz Carla Diaz viverá Suzane. A história será contada em dois filmes que estreiam no mesmo dia: “A menina que matou os pais” e “O menino que matou meus pais” trarão diferentes pontos de vista sobre o caso, o de Suzane e o de Daniel Cravinhos, seu então namorado, que também participou do crime. Cristian é irmão de Daniel.

“É um assunto delicado. É um filme polêmico. Tem lado apoiando, outras criticando. Eu, como ator, sempre falo que fazer um personagem é entender a cabeça do ser humano”, disse Allan.

Uol

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também