quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020
M

Aumento abusivo de combustíveis volta a ser discutido em Manaus

Confira os destaques da Política local.
Publicado em 03/02/20 às 10h25
Por Edilânea Souza

Ameaças

Na semana passada o deputado estadual Álvaro Campelo (PP), denunciou na sede da Polícia Civil, ameaça feita em suas redes sociais. O comentário em tom de ameaça foi feito logo após o deputado se reunir com o superintendente da Polícia Federal no Amazonas (PF), Delegado Alexandre Saraiva, para tratar do aumento abusivo dos combustíveis.

Discussão na pauta

Na manhã desta segunda-feira (03), representantes do Ministério Público do Amazonas (MPE/AM) e da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) debatem sobre o aumento de combustíveis e demais providências a serem tomadas. A discussão está acontecendo neste momento no Auditório do Ministério Público do Estado, na Ponta Negra.

Posicionamento de Bolsonaro

Até o presidente Jair Bolsonaro chegou a se posicionar sobre o aumento nos preços dos combustíveis em seu twitter. Ele escreveu que já houve três reduções de preços nas refinarias e mesmo assim os valores continuam subindo. Veja o comentário na integra:

Repercussão

Declaração dada pelo deputado Josué Neto sobre o vice-governador Carlos Almeida Filho na última sexta-feira (31), no programa Resenha Política , teve grande repercussão em grupos do WhatsApp, com o compartilhamento de trechos da entrevista, onde o deputado falava que não “descascaria um tucumã” para o vice-governador.

Sem legitimidade

“Sem legitimidade pra trocar farpas comigo”, essa foi a fala do deputado federal Marcelo Ramos quando perguntado sobre o coronel Alfredo Menezes, na semana passada. Na ocasião, o deputado federal se referia a supostas irregularidades em contratos de prestação de serviços realizados pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (ZFM). “Agora esse tema não é mais tema de política, e sim da polícia e que vai ser investigado pelo Ministério Público e a Polícia Federal”, disse.

Portal Tucumã – Compartilhando informações

Leia mais: Coronavírus: Itamaraty vai repatriar brasileiros que estão na China

Matérias Relacionadas