Bancada do AM deve elaborar projeto contra decreto que reduz imposto do polo de bicicleta

O presidente Bolsonaro autorizou mudança no Imposto de Importação do produto, que tem larga produção no Polo Industrial de Manaus
Por Karol Maia
Publicado em 18/02/21 às 14h41

Nesta quinta-feira (18), a bancada federal do Amazonas em Brasília se posicionou para destacar a elaboração de um decreto legislativo para conter o decreto do governo federal, publicado no Diário Oficial da União (DOE) que visa diminuir o Imposto de Importação (II) de bicicletas. A decisão partiu da Câmara de Comércio Exterior (Camex) do Ministério da Economia.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), postou em suas redes sociais sobre a redução tributária nesta quarta-feira (17).

Segundo observações do deputado federal José Ricardo (PT) o imposto atual é de 35% e, com as reduções, esse percentual vai chegar a 20% em dezembro,

Em publicação nas redes sociais, o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL) enfatizou que a decisão do governo federal prejudica o polo de bicicletas da Zona Franca de Manaus. ““A medida da Camex transfere empregos da ZFM para a China”, contou.

Diante disso, Ramos também informou que na próxima semana vai se reunir, presencialmente, com o ministro da Economia, Paulo Guedes, mas um primeiro contato já foi feito pelo senador Omar Aziz (PSD) – que coordena a bancada federal do Amazonas – que enviou uma carta a Guedes, nesta quinta-feira, 18, explicando os efeitos negativos que a redução tributária do setor de bicicletas vai causar ao Polo Industrial de Manaus (PIM).

LEIA TAMBÉM

veja mais

veja mais

Copy link
Powered by Social Snap