Bandidos matam gerente de Banco do Brasil com tiro na cabeça

Os criminosos ainda fizeram a família dele refém.
Por thiago.eduardo
Publicado em 21/05/20 às 11h12

A Polícia Civil deve investigar o caso de um gerente de banco que foi assassinado na última quarta-feira (20) na cidade de Guaxupé (MG). Alexandre Vieira Rodrigues, de 39 anos, levou um tiro na cabeça depois que criminosos fizeram a família dele refém para assaltar a agência em que trabalhava, uma unidade do Banco do Brasil.

Era por volta das 8h quando a esposa, o filho adolescente de Alexandre e o gerente foram abordados em casa. Parte dos bandidos ficou no imóvel com a mulher e o rapaz, enquanto o trabalhador foi levado à agência.

No local, Alexandre teria desligado o alarme e informado a um segurança para que não reagisse, já que a família dele era feita refém em casa. Durante o crime, dois outros gerentes foram até a agência e notaram o assunto. Foi então que procuraram a Polícia Militar e informaram que Alexandre e a família estavam sob a mira de criminosos.

Os policiais foram até o endereço e cercaram o local. Instantes depois, um dos bandidos deixou a agência junto com Alexandre. Já do lado de fora, o gerente foi baleado na cabeça e outros disparos foram efetuados em direção aos policiais. Eles revidaram e o suspeito foi atingido. Dois outros revólveres foram encontrados com o homem, além da arma utilizada para acertar Alexandre. Os dois foram socorridos ainda com vida por integrantes do Corpo de Bombeiros, mas não resistiram aos ferimentos.

Testemunhas ouvidas pelas autoridades relataram que os criminosos estiveram em um clube frequentado por Alexandre, no dia anterior, em busca de informações a respeito do gerente. Um deles teria soltado que os bandidos estavam “de olho” no trabalhador há cerca de seis meses.

Nas redes sociais, a morte de Alexandre gerou comoção. Amigos, familiares e conhecidos prestam homenagens e fazem votos de despedida. “Descanse em paz meu amigo Alexandre Vieira, difícil acreditar que você se foi. Exemplo de pessoa e profissional. Que Deus te receba de braços abertos, e que console os familiares”, diz uma das mensagens.

MATÉRIAS RELACIONADAS