Bebê da capa do disco ‘Nevermind’ processa banda Nirvana por exploração sexual

O bebê que aparece na capa do disco “Nevermind” da banda Nirvana em 1991, agora um homem de 30 anos, processa a banda por exploração sexual
Bebê da capa do disco 'Nevermind' processa banda Nirvana por exploração sexual
Bebê da capa do disco 'Nevermind' processa banda Nirvana por exploração sexual

O bebê que aparece na capa do disco “Nevermind” da banda Nirvana em 1991, agora um homem de 30 anos, processa a banda por exploração sexual. Spencer Elden pede uma indenização de US$ 150 mil (o equivalente a R$ 787 mil) de cada uma das partes por “exploração sexual infantil comercial desde quando Elden era menor de idade até os dias atuais”, diz a defesa.

De acordo com o jornal The Guardian, o processo conta com 15 réus, dentre eles a viúva do vocalista Kurt Cobain, Courtney Love, e a gravadora que lançou e distribuiu o disco.

Na imagem do disco, o bebê aparece nadando pelado indo atrás de uma nota de dólar. No processo consta que Elden alega ter sofrido uma produção de pornografia infantil com sua imagem.

Os advogados de defesa apontam que houve “exploração sexual infantil comercial, desde quando Elden era menor de idade até os dias atuais”. Eles ainda afirmam que a imagem faz com que Elden se assemelhasse a “um trabalhador do sexo – agarrando-se por uma nota de um dólar”.

No processo, Elden alega produção de pornografia infantil com sua imagem, que o mostra nadando nu em direção a uma nota de um dólar.

Ele diz ainda que sofreu danos permanentes com a capa, incluindo “sofrimento emocional extremo e permanente com manifestações físicas”.

Leia também: Manaus não tem data definda para aplicação da 3ª dose da Covid

MATERIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap