Bolsonaro diz que é testemunha da eficácia da hidroxicloroquina

Bolsonaro
O presidente Bolsonaro também questionou se "não é mais barato investir na cura do que na vacina?"
Por Edilânea Souza
Publicado em 26/10/20 às 09h47

O presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) disse a apoiadores que talvez seria mais interessante investir na cura da covid-19 e não na vacina contra a doença. A fala do presidente foi feita nesta segunda-feira (26) a apoiadores em frente ao Planalto do Alvorada, em Brasília.

Bolsonaro voltou a falar sobre a hidroxicloroquina, utilizada no tratamento contra o coronavírus, e disse que ele próprio tomou a medicação quando foi infectado pelo vírus e que ele foi eficaz. O medicamento não tem comprovação científica da eficácia no combate a Covid-19.

“A cura, eu por exemplo, sou testemunha. Eu tomei a hidroxicloroquina, outros tomaram ivermectina, outros tomaram annita e deu certo. Pelo que tudo indica, todo mundo que tratou precocemente com uma dessas três opções foi curado”, disse.

Sobre a vacina, o presidente disse que a produção deve demorar ao menos quatro anos, baseada em informações de produção de vacinas anteriores.

“Agora, pelo que tudo indica, né, todo mundo diz que a vacina que menos demorou foram quatro anos. Eu não sei porque correr em cima dessa. Eu dou minha opinião pessoal. Não é mais barato ou mais fácil investir na cura do que até na vacina? Ou jogar nas duas, mas também não esquecer da cura”, afirmou ele aos apoiadores. 

Leia mais: Drauzio Varella critica disputa política sobre vacina contra Covid-19

Bolsonaro

MATÉRIAS RELACIONADAS

Fabricação de lâmpadas de LED na ZFM poderá ser ameaçada

Fabricação de lâmpadas de LED na ZFM poderá ser ameaçada

“A fixação de regras para fabricação de luminárias de LED na Zona Franca de Manaus impacta diretamente a estrutura de custos da produção nacional, criando distorções sobre o parque industrial já instalado em diversas regiões do País”, continuou o autor

ZFM

Copy link
Powered by Social Snap