Bolsonaro e Alcolumbre viajam ao Amapá para acompanhar apagão

Bolsonaro
A viagem foi feita a convite de Alcolumbre, que é de Macapá, capital do Estado
Por Edilânea Souza
Publicado em 21/11/20 às 15h27

O presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) e o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), viajaram na tarde deste sábado (21) para o Amapá. O Estado enfrenta apagões de energia elétrica desde o último dia 3 de novembro.

A viagem foi feita a convite de Alcolumbre, que é  de Macapá, capital do Estado. O presidente do Senado disse a Bolsonaro que ele deveria ver de perto a situação de calamidade. Também pretende tratar sobre ações de socorro à população do Amapá.

No Twitter, Davi Alcolumbre afirmou que ele e Bolsonaro irão “acompanhar o trabalho de restabelecimento da energia no estado”. “Soluções técnicas urgentes e trabalho em conjunto são necessários para devolver a luz aos amapaenses”, declarou.

Na quinta-feira (19), o presidente do Senado se encontrou com Bolsonaro para discutir sobre o pagamento de um possível auxílio emergencial aos amapaenses em razão do apagão.

O Senado aprovou projeto de lei para que os consumidores afetados ganhem créditos na conta de luz no mesmo montante das faturas cobradas durante o período em que foram prejudicados. O benefício só vai parar de valer quando a energia for 100% restabelecida.

O projeto aprovado, que agora vai para a Câmara dos Deputados, estende esse benefício também para moradores de todos os Estados e do Distrito Federal que sejam atingidos por incidentes parecidos resultando em calamidade pública.

O apagão

Catorze das 16 cidades do Estado vivem instabilidade no fornecimento de energia desde 3 de novembro. Houve 1 incêndio em uma subestação de Macapá, administrada pela LMTE (Linhas de Macapá Transmissora de Energia)– danificou 2 dos 3 transformadores existentes resultando em 1 apagão. O 3º transformador está em manutenção desde dezembro de 2019.

O dano nos 2 equipamentos fez com que o abastecimento fosse interrompido nas linhas de transmissão Laranja/Macapá e nas usinas hidrelétricas Coaracy Nunes e Ferreira Gomes, que abastecem a região.

Em 7 de novembro, 1 dos transformadores começou a funcionar. Desde então, o fornecimento é realizado por rodízio. Segundo o Ministério de Minas e Energia, 80% da capacidade necessária para atender o Estado foi restabelecida. Os 100% serão alcançados em 26 de novembro, quando o 2º equipamento voltará a funcionar.

Inicialmente o incêndio foi atribuído a uma tempestade que acontecia na região. Um laudo preliminar da Polícia Civil, no entanto, descartou a hipótese e apontou superaquecimento de 1 equipamento.

Com informações Poder 360

Leia mais: Capitão Wagner diz que não é ‘afilhado’ de Bolsonaro e diz que apoio do presidente é bem-vindo

Bolsonaro

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap