Bolsonaro inclui igrejas como serviços essenciais durante pandemia

O presidente Jair Messias Bolsonaro editou decreto que torna as atividades religiosas como serviço essencial à população durante o período de pandemia do coronavírus. Nesse caso, o serviço ou atividade fica liberado. O decreto foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (26) e tem validade imediata, sem a necessidade de aprovação pelo Congresso,…
Publicado em 26/03/20 às 08h16
Por Edilânea Souza

O presidente Jair Messias Bolsonaro editou decreto que torna as atividades religiosas como serviço essencial à população durante o período de pandemia do coronavírus. Nesse caso, o serviço ou atividade fica liberado.

O decreto foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (26) e tem validade imediata, sem a necessidade de aprovação pelo Congresso, por se tratar de um decreto.

No texto atual, 35 itens foram incluídos, entre eles, assistência à saúde, segurança pública e transporte intermunicipal, interestadual e internacional de passageiros. Nesta quinta, o presidente alterou esse decreto para incluir mais 12 atividades, entre elas, as religiosas.

MATÉRIAS RELACIONADAS