Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

10 de agosto, 2022

Braço direito de líder da milícia é preso pela Polícia Civil

Na residência foram encontrados uma pistola calibre 45, munições, carregador estendido, cadernos de contabilidade das atividades criminosas do bando, fardamento militar, rádio transmissor e certa quantia em dinheiro
Foto: Divulgação|PC

Um homem, conhecido como Antônio das Casinhas, de 39 anos, apontado como o responsável pelo recebimento e lavagem de todo o lucro ilícito da milícia atuante na zona oeste do Rio, foi preso na manhã desta terça-feira (7). Ele foi surpreendido dentro da própria casa, no bairro Campo Grande.

Segundo a Polícia Civil, foram três meses de investigações que apontaram que o alvo recebia o lucro de atividades ilícitas, como parcelamento irregular de solo urbano para fins de construção civil, extorsões a moradores e comerciantes da região, subtração de terrenos de propriedade privada, dentre outras modalidades criminosas.

Ainda segundo a polícia, o alvo chegou a constituir uma empresa para dar o aspecto de legalidade às atividades exercidas, cujas ações registradas seriam a administração e segurança condominial, bem como a Construção Civil. Por intermédio desta empresa, sob violência e grave ameaça da quadrilha, os moradores e comerciantes de toda região eram obrigados a contratar os serviços da empresa.

As investigações apontaram também que ele era ligado ao miliciano Wellington da Silva Braga, o Ecko, que morreu após ser baleado durante ação da Polícia Civil, quando visitava a mulher e os filhos na comunidade das Três Pontes, em Paciência, em junho deste ano. Com a morte do miliciano, o irmão conhecido como Zinho, assumiu a liderança da atividade criminosa na região. Com isso, Antônio das Casinhas acabou se tornando o homem de confiança de Zinho.

Durante as buscas na residência, foram encontrados uma pistola calibre 45, munições, carregador estendido, cadernos de contabilidade das atividades criminosas do bando, fardamento militar, rádio transmissor e certa quantia em dinheiro. O alvo e todo material apreendido foram levados para a DC-Polinter.

Com informações do Enfoco

MATERIAS RELACIONADAS