Casa Branca: Onda de demissões atinge Trump após protestos no Capitólio

Casa Branca: Onda de demissões atinge Trump após protestos no Capitólio
Stephanie Grisham, Anna "Rickie" Niceta, Sarah Matthews e Matt Pottinger renunciaram aos seus cargos nos últimos dias do mandato de Donald Trump na Casa Branca
Por Henrique De Mesquita
Publicado em 08/01/21 às 14h38

A secretária social da Casa Branca, Anna Cristina “Rickie” Niceta, e a secretária de imprensa e atual chefe de gabinete da primeira-dama Melania Trump, Stephanie Grisham, renunciaram ao cargo, com efeito imediato, na última quarta-feira (7), disse um funcionário da Casa Branca à imprensa norte-americana. Diversos outros membros do governo, incluindo o conselheiro de segurança nacional, Robert O’Brien, estão considerando fazer o mesmo após a resposta do presidente Donald Trump à invasão do Capitólio por uma multidão de apoiadores seus.

Além de O’Brien, o vice-conselheiro de segurança nacional, Matt Pottinger, e o vice-chefe de gabinete, Chris Liddell, integram essa lista, de acordo com várias fontes conhecidas citadas pela CNN. A renúncia de Pottinger é esperada ainda para esta noite, enquanto a dos demais deve acontecer apenas na quinta-feira, disseram as fontes.

Mais cedo, O’Brien deu um passo incomum ao defender o vice-presidente Mike Pence enquanto Trump parecia se incomodar mais com a recusa de Pense em cumprir suas ordens de proclamar vitória de Biden no Congresso nesta quarta do que com a multidão que invadiu a sede do Congresso americano.

— Acabei de falar com o vice-presidente Pence. Ele é um homem genuinamente bom e decente. Expôs coragem hoje como fez no Capitólio em 9 de novembro como congressista. Tenho orgulho de servir ao lado dele — disse O’Brien à imprensa norte-americana.

Eis as demissões já confirmadas na Casa Branca:

  • Stephanie Grisham, ex-secretária de imprensa da Casa Branca, serviu como chefe de gabinete de Melania Trump, a primeira-dama. Ela trabalhava para o presidente desde a campanha de 2016;
  • Anna Cristina Rickie Niceta, secretária social da Casa Branca, foi responsável pelo cerimonial dos eventos presidenciais desde fevereiro de 2017;
  • Sarah Matthews, vice-secretária de imprensa da Casa Branca;
  • Matt Pottinger, vice-conselheiro de Segurança Nacional.

Grisham e Matthews fizeram declarações sobre o pedido de demissão. As duas se disseram “orgulhosas” dos feitos da gestão Trump, mas condenaram as manifestações no Capitólio. Niceta e Pottinger não se manifestaram publicamente.

“Como alguém que trabalhava nos corredores do Congresso, fiquei profundamente perturbado com o que vi hoje. Eu vou descer da minha corda, com efeito imediato. Nossa nação precisa de uma transferência pacífica de poder. Tive a honra de servir na administração Trump e tenho orgulho das políticas que promulgamos”, afirmou Matthews, em nota enviada à FoxNews.

“Estou muito orgulhoso de ter feito parte da missão de Melania Trump para ajudar crianças em todos os lugares. Foi uma honra servir ao país na Casa Branca. Sou orgulhosa das muitas realizações desta administração. Renunciando agora”, disse Grisham, em sua conta no Twitter.

De acordo com reportagem do jornal norte-americano The New York Times, outros 2 servidores podem pedir demissão nesta 5ª feira (7.jan.2020). São eles: o conselheiro de Segurança Nacional, Robert O’Brien, e o vice-chefe de gabinete da Casa Branca, Chris Liddel.

Com informações via CNN-EUA/ Fox news
Foto:
Divulgação

Leia também: Basquete: brasileiros conhecem rivais na Champions das Américas

Casa Branca: Onda de demissões atinge Trump após protestos no Capitólio

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap