quinta-feira, 18 de agosto de 2022

Caso Bruno e Dom: 3º suspeito tem prisão temporária decretada pela Justiça do AM

"Pelado da Dinha" preso neste sábado (18) teve a prisão temporária decreta por 30 dias
"Pelado da Dinha" tem prisão temporária decreta por 30 dias: Foto: Divulgação/Acervo da Comarca de Atalaia do Norte

Amazonas (AM) – Jeferson da Silva Lima, conhecido como “Pelado da Dinha“, detido por envolvimento na morte do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Philips, teve a prisão temporária decreta por 30 dias, após audiência de custódia, da Justiça do Amazonas.

A juíza Jacinta Silva dos Santos, titular da Comarca de Atalaia do Norte, no interior do Amazonas, homologou a prisão temporária do investigado na tarde deste sábado (18/6) em audiência de custódia realizada de forma híbrida.

A juíza, o investigado e o promotor de Justiça Elanderson Lima Duarte participaram presencialmente, no Fórum de Atalaia do Norte; Já a defensora pública Jéssica Cristina Melo Matos participou por videoconferência.

A audiência de custódia começou por volta das 13h horário do município (15h horário de Brasília) e terminou 1h20 depois, às 14h20.

Prisão do terceiro suspeito

“Pelado da Dinha” foi considerado foragido na noite de sexta-feira (17) e as buscas por ele chegou a ser realizada no sítio de sua mãe, no entanto ele foi preso apenas na manhã deste sábado (18), port volta das 6h, quanfo se entregou à polícia em Atalaia do Norte e prestou depoimentos ao delegado Alex Perez Timóteo.

O oficial ainda afirmou que as investigações apontam a participação de ‘Pelado da Dinha’ desde a emboscada até a ocultação dos cadáveres de Bruno e Dom.

Irmãos presos

Os irmãos Amarildo da Costa de Oliveira, conhecido como “Pelado”, Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como “Dos Santos”, também estão presos por participação na morte do indigenista e do jornalista inglês.

“Pelado” e “Dos Santos” também tivertam a prisão temporária decretada.

O trio segue detido na carceragem da 50ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Atalaia de Norte.

LEIA TAMBÉM:

Univaja contesta PF e exige continuidade da investigação sobre assassinato de Dom e Bruno

Restos mortais encontrado também pertence ao indigenista Bruno Pereira

Receba notícias do Portal Tucumã no seu Telegram e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://t.me/portaltucuma

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também