Caso João Alberto: inquérito será concluído até o final desta semana

Seguranças já foram detidos, acusados de homicídio triplamente qualificado, por asfixia e impossibilidade de resistência da vítima
Por redacao
Publicado em 23/11/20 às 17h18

O inquérito que investiga a morte de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, por seguranças do Carrefour, em Porto Alegre, deve ser finalizado até o final desta semana pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul. Após a morte, os dois seguranças foram detidos, acusados de homicídio triplamente qualificado, por asfixia e impossibilidade de resistência da vítima.

Eles já prestaram depoimento e estão presos preventivamente. Depois da tragédia, o governo estadual do Rio Grande do Sul prometeu uma ‘apuração rigorosa’ e também antecipou o lançamento da DPCI (Delegacia de Polícia de Combate à Intolerância) no Estado, que será inaugurada no próximo dia 10 de dezembro.

Logo depois da repercussão das imagens que mostram João Alberto sendo espancado pelos seguranças, protestos irromperam pelo Brasil. Alguns dos atos foram violentos, com manifestantes queimando e quebrando as dependências dos supermercados. Em nota, o Grupo Carrefour considerou o dia o “pior da história” do supermercado e disse que “adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos”. 

Com informações do R7

Foto: Reprodução

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap