Cinco pessoas são presas por tráfico de drogas em Manacapuru

Drogas, uma arma de fogo de fabricação caseira, munições e R$ 3 mil foram apreendidas
Foto: J.RENATO QUEIROZ

Cinco pessoas foram presas nesta quarta-feira (21), em Manacapuru, a 68 quilômetros de Manaus, em uma ação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP). Os investigadores cumpriram quatro mandados de busca e apreensão, que culminou nas prisões em flagrante de pessoas que atuam no tráfico de drogas.

Foram apreendidas drogas, uma arma de fogo de fabricação caseira, diversas munições de calibres distintos e mais de R$ 3 mil em espécie foram apreendidas. Os presos foram identificados como Carla Cristina Correia da Silva, 19; João Correia da Silva, 23; Josimar Lopes Perdigão, 27; Luan do Carmo Cruz, 29; e Reginaldo Pereira dos Santos Junior, 26.

De acordo com o delegado Rodrigo Torres, a primeira busca ocorreu em uma casa situada no bairro Novo Manacá, onde foram localizados Carla e João. Durante revista no imóvel, os policiais apreenderam 21 trouxinhas de oxi, uma porção média de maconha e uma trouxinha de cocaína e R$ 33 em espécie.

“Demos continuidade aos trabalhos e seguimos ao bairro da União, onde durante diligências apreendemos dez cigarros de maconha, uma trouxinha de maconha, uma arma de fogo de fabricação artesanal calibre 36 e duas munições do mesmo calibre, em posse de Josimar. Realizamos a prisão dele e o conduzimos à delegacia para os procedimentos”, disse Torres.

Em cumprimento de outro mandado de busca e apreensão em uma residência localizada naquele mesmo bairro, foram encontrados Luan e Reginaldo. No local funcionava uma espécie de fábrica de armas de fogo artesanal.

“No decorrer das buscas no interior do imóvel, achamos mais uma porção média de maconha, 15 munições de calibre 9, dez munições de calibre 22, uma balança de precisão, vários acessórios para fabricação de arma de fogo artesanal, bem como carregadores para munição”, informou o delegado.

Em uma quarta residência no bairro Biribiri, as equipes apreenderam cerca de R$ 3 mil em espécie e alguns cartões. Durante as investigações, as equipes tiveram conhecimento que o proprietário da residência realizava empréstimos, cobrando juros de 20%, além de fazer a retenção dos cartões das pessoas. O indivíduo não foi localizado, mas um Inquérito Policial (IP) foi instaurado para apurar os fatos.

Todos irão responder por crimes como tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse irregular de arma de fogo, munição e acessórios para confecções de armas.

Foto: Erlon Rodrigues/PC-AM

MATERIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap