Coari registra sete mortes por falta de oxigênio; crise pode atingir restante do interior do Amazonas

Segundo o município de Coari, cerca de 200 cilindros de oxigênio para a cidade estão retidos pela Secretaria da Saúde do estado
Por Henrique De Mesquita
Publicado em 19/01/21 às 15h34
Coari registra sete mortes por falta de oxigênio; crise pode atingir restante do interior do Amazonas
Coari registra sete mortes por falta de oxigênio; crise pode atingir restante do interior do Amazonas

Coaria/ AM – Sete pessoas morreram por falta de oxigênio em Coari, distante 362 quilômetros de Manaus. A Prefeitura de Coari informou que as mortes aconteceram na manhã desta terça-feira (19), no Hospital Regional da cidade.

Segundo o município, cerca de 200 cilindros de oxigênio para a cidade estão retidos pela Secretaria da Saúde do estado, aguardando abastecimento. 

Em comunicado, a prefeitura afirmou que a pasta teria se comprometido a enviar 40 cilindros de oxigênio para a cidade. No entanto, diz, o voo com a carga, previsto para chegar às 18h desta segunda (18), foi para o município de Tefé. 

Os cilindros chegaram apenas às 7h desta terça, prossegue a prefeitura, quando o município só dispunha de oxigênio para mais 6 horas de atendimento. 

“Por meio da Secretaria Municipal de Saúde, vem a público manifestar o seu completo desagrado e repúdio com a forma irresponsável que a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas está lidando com a saúde do interior, prejudicando todo o planejamento realizado pelo município de Coari para o enfrentamento da pandemia da Covid-19″, diz a nota.

Até o momento, a Secretaria de Saúde do Amazonas não se posicionou.

Crise de Oxigênio no Amazonas

Na última semana, a rede de saúde do Amazonas colapsou por falta de oxigênio em hospitais. Diversas mortes foram registradas e mais de 40 pacientes foram transferidos para outros estados, com o intuito de aliviar a sobrecarga das unidades locais. Até esta segunda-feira, 6.308 pessoas morreram pela Covid-19 no estado. O total de infectados chegou a 232.434.

Em sessão extraordinária ocorrida nesta terça-feira (19) na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), os deputados discutiram medidas para antecipar a crise que possa surgir no interior.

A deputada estadual Mayara Pinheiro (PP), esclareceu o que aconteceu em Coari.

“Nós havíamos equipado o hospital regional de Coari com 9 respiradores de circuito fechado, sem falar nos BiPAP (Bilevel Positive Pressure Airway – um dos tipos de respirador mecânico) que foram cedidos pelo grupo Samel e depois o governo do Estado. Além disso, estamos fretando e fazendo abastecimento com cilindros na fila da Carboxi (empresa de oxigênio), mas o Governo do Estado não conseguiu nos entregar a tempo 30 cilindros dos 130 que nós havíamos cedido. Esse foi um agravante com a situação do desabastecimento no município de Coari”, declarou a deputada.

Diante das limitações na infraestrutura e logística de transporte para o interior do Estado, o deputado estadual Carlinhos Bessa (PV) solicitou na manhã de hoje (19), a elaboração de um planejamento estratégico e logístico para o envio de cilindros com oxigênio aos municípios do interior do Amazonas.

“Um dos maiores motivos para esse problema de logística, em especial para o interior, é desenvolver a importância do planejamento estratégico antecipado e pelos meios de transportes mais viáveis, que são aviões não comerciais ou cargueiros, como da Força Aérea Brasileira (FAB)”, disse.

Foto: Divulgação

Leia também: Deputado propõe que Aleam use R$ 20 milhões de seu orçamento para socorrer interior

Coari registra sete mortes por falta de oxigênio; crise pode atingir restante do interior do Amazonas

veja mais

veja mais

Copy link
Powered by Social Snap