Comoção na CMM após a morte de socorrista com décadas de casa

Presidente da casa, Joelson Silva manifestou pesar pela morte de Antônio Lucas da Silva
Por Raphael Sampaio
Publicado em 09/08/20 às 10h33

(Foto: Divulgação / CMM)

Morreu neste sábado o socorrista da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Antônio Lucas da Silva, de 65 anos, após contrair Covid-19. Ele estava internado para tratamento de outras doenças e teve o quadro agravado após contrair o novo coronavírus.

Lucas tinha 36 anos de carreira. Era um dos funcionários mais antigos da Câmara e compunha a equipe médica da casa.

Por meio da Assessoria, o presidente da CMM, vereador Joelson Silva (Patriota), manifestou pesar em nome dos vereadores e servidores. Segundo o presidente, o socorrista era um “profissional extremamente competente e dedicado” eressalta também que “Lucas também era uma pessoa inspiradora”.

“Um homem extremamente calmo, que passava tranquilidade ao paciente. Sempre muito prestativo e solícito. Vamos sentir falta dele, sempre a postos no plenário da Câmara”, diz por meio do comunicado, complementando que se solidariza com os amigos e familiares.

Por conta do diagnóstico positivo para a Covid-19, Antônio Lucas não terá possibilidade de ser velado pela família, já que não será possível realizar velório.

Luto

A morte do socorrista é a segunda envolvendo antigos servidores da Câmara Municipal de Manaus em pouco mais de uma semana. No dia 1º de agosto o jornalista José Antônio dos Santos Rodrigues, de 67 anos, morreu após ser atropelado na avenida Darcy Vargas, zona Centro-Sul de Manaus. Ele trabalhava desde 1985 na casa legislativa.

Com informações da Assessoria

LEIA MAIS

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap