Confiança da Indústria avança em janeiro e atinge maior valor desde março de 2018

Em médias trimestrais, o indicador aumentou pela quarta vez consecutiva, atingindo 99,1 pontos em janeiro.
Por redacao
Publicado em 30/01/20 às 02h15

Em janeiro, o Índice de Confiança da Indústria (ICI) da Fundação Getulio Vargas avançou 1,5 ponto em janeiro, para 100,9 pontos, o maior valor desde março de 2018, quando o resultado foi 101,4 pontos. Em médias trimestrais, o indicador aumentou pela quarta vez consecutiva, atingindo 99,1 pontos em janeiro.

De acordo com o presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Wilson Périco, as expectativas tem sido as melhores possíveis para o setor. “Os resultados atuais estão sendo favoráveis. Estamos com a economia melhorando aos poucos, mas já refletindo no desempenho da indústria”, salientou.

Para a economista da Fundação Getúlio Vargas, Renata Franco, o resultado da sondagem de janeiro mostra que a confiança da indústria inicia o ano mantendo a tendência de recuperação iniciada ainda em outubro do ano passado. “O ICI retorna ao nível neutro, como consequência da melhora considerável nas expectativas, sinalizando que o ânimo dos empresários tende a melhorar no primeiro semestre, mas sua sustentação depende da evolução da demanda interna”, comenta.

Em janeiro, a confiança subiu em 13 dos 19 segmentos industriais pesquisados. O resultado deste mês é atribuído à melhora das expectativas dos empresários, já que o indicador de situação atual se manteve estável. O Índice de Expectativas (IE) avançou 2,8 pontos, para 102,0 pontos, o maior valor desde junho de 2018 (102,3 pontos). Já o índice de Situação Atual (ISA) variou 0,1 ponto, para 99,7 pontos, o maior valor desde março de 2018 (100,1 pontos).

MATÉRIAS RELACIONADAS