terça-feira, 16 de agosto de 2022

Confusão e protestos marcam saída de Elisabeth Valeiko da DEHS

A saída da Primeira-Dama de Manaus, Elisabeth Valeiko, da sede da Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), após prestar depoimento sobre da morte do engenheiro Flávio Rodrigues no caso envolvendo seu filho, Alejandro Valeiko, foi marcada por protestos, empurra-empurra e gritos de justiça.

Em meio a toda a movimentação da imprensa, parentes e familiares foram até a unidade policial, onde exibiram cartazes e faixas. Assim que a primeira-dama apareceu na porta da delegacia, gritos de “queremos a verdade” tomaram conta do local.

Manifestantes pediram “a verdade” assim que primeira-dama apareceu na porta da DEHS

Elisabeth Valeiko saiu em um carro acompanhada de seus advogados e escoltada por uma viatura da Polícia Militar, que fechou o trânsito da avenida Autaz Mirim para facilitar a movimentação da comitiva. O conteúdo do depoimento segue um mistério e os manifestantes exigem que a verdade sobre a confissão de Mayc Parede seja revelada, pois não acreditam que ele tenha, sozinho, sido culpado pelo homicídio.

Raphael Sampaio

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também