Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

11 de agosto, 2022

Contratos para construção de apartamentos do novo Prosamin+ são assinados pela UGPE

Serão construídos 104 apartamentos em duas quadras habitacionais na zona sul de Manaus

Manaus (AM) – A Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), do Governo do Amazonas, assinou dois contratos para a construção das primeiras unidades habitacionais do novo Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus e Interior (Prosamin+). Nos próximos dias devem iniciar as obras para a construção de duas quadras habitacionais com 104 apartamentos.

De acordo com o coordenador executivo da UGPE, engenheiro civil Marcellus Campêlo, as quadras habitacionais estão sendo feitas com recursos estaduais.

“O governador Wilson Lima orientou que antecipássemos, com os recursos próprios da fonte estadual, a construção dos primeiros apartamentos, o que nos permite agilizar o início das obras, enquanto o contrato de empréstimo com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) tramita em Brasília. As empresas estão prontas para iniciar as construções e nos próximos dias o governador deve ir ao canteiro de obras para assinar a ordem de serviço”, disse Marcellus.

Foi assinado o contrato da Obra 3 do Prosamin+, relativa à quadra habitacional da avenida Lourenço da Silva Braga, próximo ao Residencial Cachoeirinha, zona sul, que terá 72 apartamentos. A outra quadra, com 32 unidades, será erguida na avenida General Rodrigo Otávio, no bairro Japiim, zona sul.

O Governo do Amazonas irá construir 648 unidades habitacionais, através do Prosamin+. As primeiras 104 unidades estão sendo antecipadas com recursos estaduais, em virtude da existência de áreas desapropriadas em fases anteriores do programa e que estão disponíveis para a construção dessas habitações. As demais unidades serão na área de intervenção do programa, na comunidade da Sharp e Manaus 2000.

Com investimento de aproximadamente R$ 542 milhões, o Prosamin+ vai executar obras de infraestrutura, saneamento básico, urbanismo, habitação e recuperação ambiental nos bairros do Japiim, Coroado, Distrito Industrial e Armando Mendes. Para a realização das obras, cerca de 2.580 famílias serão reassentadas em unidades habitacionais construídas pelo programa ou com outras soluções de moradia – indenização, bônus e auxílio moradia.

Estima-se que mais de 60 mil pessoas serão diretamente beneficiadas na nova fase, nas zonas sul e leste, com as intervenções do programa, dentre as quais, habitação, coleta e tratamento de esgoto, água tratada, construção de parques urbanos, de novas vias, drenagem, reflorestamento e requalificação de igarapés.

MATERIAS RELACIONADAS