Coronel Menezes planeja derrotar Omar Aziz em 2022 na disputa pelo Senado Federal

Menezes disse que já começa sua corrida para 2022 a partir de 1º de dezembro
Por Edilânea Souza
Publicado em 27/11/20 às 15h52
Coronel Menezes
Coronel Menezes

O ex-titular da Superintendência da Zona Franca de Manaus e ex-candidato a prefeito de Manaus, Coronel Menezes (Patriota) disse que está pronto para derrotar o atual senador do Amazonas Omar Aziz (PSD), em 2022, na disputa pelo Senado Federal. A fala de Menezes foi feita na tarde desta sexta-feira (27), durante entrevista no Portal Tucumã.

“Queríamos uma nova liderança política independente desse grupou que está há mais de 40 anos no poder, que só troca do senado para o governo ou Câmara, esse grupo está ultrapassado. Teremos um novo senador e mais de 50% da Câmara dos Deputados vai ser renovada e aqui em Manaus também na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Eu gostaria de ir para o Senado só para concorrer com o senador da “Maus Caminhos”, que é o senador Omar Aziz”, para que ele tenha a ideia do que o povo quer, que é a mudança”, destacou Menezes.

Menezes viaja na próxima semana para Brasília a fim de ajustar caminhada política para 2022.

Menezes disse que após às Eleições Municipais já começou a se movimentar para às Eleições Gerais em 2020, e que em janeiro inicia a corrida pelo Amazonas. “Hoje o que está na minha cabeça é constituir uma equipe e desenhar o projeto Coronel Menezes 2022. Temos o objetivo de concorrer há um cargo majoritário como governador ou senador. A partir de 1º de dezembro nós vamos nos lançar para este projeto”, ressaltou Menezes.

O Coronel foi um dos candidatos que surpreenderam com o resultado das urnas. Ele teve mais de 110 mil votos ficando na quinta colocação. Para o segundo turno, o Coronel disse que preferiu se manter neutro.

“Ao término das Eleições, no domingo mesmo, reuni minha equipe e nós decidimos manter a neutralidade nas Eleições do segundo turno. Fui procurado na segunda-feira (16) pelo Amazonino Mendes, conversei com ele e disse que estaria à disposição, caso eleito, para contribuir com o governo e fiz o mesmo procedimento na terça-feira (17), com David Almeida, falando de sua neutralidade e que se ele for eleito, poderia ajudar para o desenvolvimento de Manaus”, disse Menezes.

Menezes também falou da candidatura de Capitão Alberto Neto (Republicanos) e a considerou como uma candidatura para tirar votos do Coronel e disse que . “Com relação a essa candidatura do Capitão Alberto Neto, ele já sabia que essa candidatura foi financiada pelo senador Omar Aziz, que financiou a campanha dele em 2018 e o deputado federal Silas Câmara e o objetivo deles foi tirar votos da gente. Lamentavelmente esse candidato já sabia que não seria o candidato do presidente. Eu entrei nessa disputa sabendo que eu teria o apoio do presidente”, ressaltou Menezes dizendo que não acredita em uma reeleição do Capitão em 2022.

Aliança Pelo Brasil

Sobre o partido que Bolsonaro quer criar, o Aliança Pelo Brasil (APB), Menezes disse que acredita que não vai ser viabilizado até 2022. “O Aliança Pelo Brasil não vai se viabilizar para 2022, tem mais contra que prós Bolsonaro. O presidente já está buscando um partido e conhecendo um pouco ele, o Patriota tem uma grande chance de ser o partido do presidente”, disse Menezes.

Confira mais detalhes da entrevista com Coronel Menezes. CLIQUE AQUI!

Leia mais: Eleições 2020: PCAM contará com um representante na Câmara Municipal de Manaus

Coronel Menezes

veja mais

veja mais

Copy link
Powered by Social Snap