Covid-19: Capitão Carpê sugere prioridade na vacinação de agentes das forças de segurança no AM

Tanto a Policia Militar, quanto o Corpo de Bombeiros Militares estiveram e continuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus
Por Karol Maia
Publicado em 20/01/21 às 09h25
Forças de segurança merecem prioridade na vacinação contra covid-19, defende Capitão Carpê
Forças de segurança merecem prioridade na vacinação contra covid-19, defende Capitão Carpê

Nessa segunda-feira (18), o vereador de Manaus, Capitão Carpê Andrade (Republicanos) protocolou um requerimento na Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), solicitando a inclusão dos policiais e bombeiros militares na primeira fase de imunização contra a covid-19, entre grupos prioritários, de acordo com o plano estadual de vacinação contra a doença.

“Considero essencial a inclusão da categoria na primeira fase de imunização. O serviço de segurança não para. É um descaso sofrido pelos militares que estão na linha de frente expostos ao risco de contágio. Não há motivo para não serem priorizados”, destacou.

O vereador ressaltou que tanto a Policia Militar (PM) quanto o Corpo de Bombeiros Militares estiveram e continuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus. Além do que, o efetivo da Polícia Militar tem atuado nas ruas diuturnamente e está trabalhando em regime de prontidão desde o início da segunda onda da Covid-19.  “Caso não seja atendido o meu pedido, irei ingressar com uma ação judicial”, disse o vereador.

De acordo com as Associações dos Oficiais da Polícia e do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, já foram registrados 22 óbitos por covid-19 na Polícia Militar do Amazonas, desde o início deste ano.

SOBRE A VACINA

O Estado do Amazonas recebeu 256 mil doses de vacina contra a Covid-19 do Governo Federal, e mais 50 mil doses do Governo de São Paulo. Ao todo, serão 306 mil doses da CoronaVac, que serão destinadas a grupos prioritários. No documento, o parlamentar ressaltou que não se trata de desconsiderar os grupos prioritários estabelecidos no plano de imunização nacional, mas adequar o plano de vacinação à realidade local do estado e do município.

*Com informações CMM

Leia também: Vacinação contra a covid-19 deve ocorrer em 2022 por não ter doses o suficiente

Forças de segurança merecem prioridade na vacinação contra covid-19, defende Capitão Carpê

veja mais

veja mais

Copy link
Powered by Social Snap