Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

11 de agosto, 2022

Criança morre após cair de bicicleta que ganhou no Natal

A menina morreu devido a uma infecção generalizada por conta de uma bactéria no ferimento causado pela queda
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Uma criança de dois anos morreu após cair de uma bicicleta que havia recebido de presente de Natal. Eloah Maiane Freire dos Santos

Uma menina de dois anos morreu devido a uma infecção generalizada por conta de uma bactéria após um ferimento causado pela queda da bicicleta que havia acabado de ganhar no Natal. Ela foi velada e sepultada em Peruíbe, no litoral de São Paulo, após dois dias de insistência da família para trazer o corpo dela para a Baixada Santista.

A pequena Eloah Maiane Freire dos Santos, de dois anos, tinha o sonho de ganhar uma bicicleta no Natal, segundo contou sua mãe, Lucineide dos Santos, ao g1, neste domingo (2). A família estava vivendo em Santa Catarina. A menina ganhou o veículo e, logo, quis testá-lo e tentou pedalar no último dia 25. Durante a brincadeira, ela caiu e se machucou.

A mãe só ficou sabendo do ferimento, nas partes íntimas, quando no dia seguinte a região apresentou inchaço. Como estava reclamando de dor e também estava com febre, os pais a levaram a um hospital público. Ela foi examinada — segundo a mãe superficialmente —, e recebeu remédios para a dor e febre. “Falaram que era uma íngua [inflamação]”, relembrou a mãe.

A menina continuou reclamando de fortes dores e, no dia 27, a região da ferida amanheceu mais inchada e inflamada. A família decidiu ir a um hospital particular e, após avaliações médicas, ouviu que deveriam administrar remédios para a dor e inflamação. A pediatra teria dito que o pus na ferida estava endurecido e eles precisariam dar banhos mornos para amolecê-lo e permitir o alívio daquela região.

“Deram duas opções para a gente: internar a nossa filha para fazer o tratamento por lá ou, então, fazer em casa”, conta. Sem condições financeiras de arcar com a internação e sem convênio, eles optaram por tratá-la em casa.

Naquela noite, a menina não conseguiu dormir. “Suava frio e se revirava na cama. Ela nunca fazia isso”, disse a mãe. A situação piorou ainda mais quando Eloah começou a ter convulsões por volta de 3h, já na madrugada do dia 29.

Os pais correram com ela até um pronto-socorro público, onde ela foi internada e passou por exames. Enquanto aguardava pela chegada de um especialista pediátrico, ela teve convulsões novamente e precisou ser levada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Eloah precisava ser transferida para um hospital, mas não resistiu à transferência entre as unidades e morreu ainda na ambulância. A causa da morte, segundo os pais, foi um choque séptico causado por uma bactéria no sangue dela, devido à infecção na ferida.

Com informações do G1

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

MATERIAS RELACIONADAS