Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

7 de agosto, 2022

“Da forma que está não dá para apoiar”, diz David Almeida sobre Bolsonaro

Na seunda (2), David Almeida teceu criticas na gestão do governo do presidente Bolsonaro e ao ministro Economia Paulo Guedes; nessa terça o prefeito esclareceu as falas após repercussão
Prefeito de Manaus, David Almeida. Foto: Reprodução

O prefeito de Manaus David Almeida (Avante) se pronunciou após repercussão das criticas à gestão do governo do presidente Bolsonaro (PL) e ao ministro Economia Paulo Guedes.

Durante uma coletiva de imprensa, nessa segunda-feira (3), no bairro Alvorada, sobre o início das obras do Programa Asfalta Manaus 2, David Almeida, ao lado do governador Wilson Lima (UB), chamou Paulo Guedes de ‘imbecil’ e ‘pior ministro’ ao ser questionado sobre decretos que modificam a Tabela do Imposto sobre Produtos Industrializados (TIPI).

“Aqui não tem nenhum leso. Eu não sou otário, nem o povo do meu Estado. O cara teve 67% dos votos aqui. A gente não tem que ficar aplaudindo ele acabar com os nossos empregos, a gente tem que cobrá-lo. Já esgotou todo o diálogo”, disse David.

Já nesta terça-feira (3), o prefeito publicou um vídeo para esclarecer sobre as declarações ditas durante a coletiva.

“Pedir esculpa, ai, que ontem eu fiz um vídeo que acabou tento uma repercussão muito grande, que eu falava ‘sou eleitor do Bolsonaro, quero votar no Bolsonaro’ porém da forma que está não dá para apoia-lo em função de tudo que está acontecendo com os empregos da Zona Franca de Manaus”, disse David.

No vídeo David também pede desculpa por ter errado o preço do ovo e falou sobre estar vestindo uma camisa vermelha, que algumas pessoas teriam remetido ao PT após as criticas ao governo Bolsonaro.

“Eu cometi um erro ontem, eu quero até pedir desculpa, falei que o ovo era 50 centavos, ne? eu errei. O ovo está R$ 1. Quero também dizer que eu estava de vermelho e teve até uma repercussão. Não sou de esquerda, não apoio a esquerda, não apoio o PT, não voto no PT e não voto no Lula”, concluiu.

Assista ao vídeo:

Acompanhe as redes sociais do Portal Tucumã

MATERIAS RELACIONADAS