Daft Punk: Dupla de música eletrônica se separa após 28 anos de carreira

A dupla francesa Daft Punk anunciou o fim da carreira de 28 anos na música eletrônica. A separação foi divulgada em vídeo
Por Henrique De Mesquita
Publicado em 22/02/21 às 14h39
Daft Punk se separa após 28 anos de carreira
Daft Punk se separa após 28 anos de carreira

A dupla francesa Daft Punk anunciou o fim da carreira de 28 anos na música eletrônica. A informação foi confirmada ao site Pitchfork por Kathryn Frazier, representante de longa data dos artistas, nesta segunda (22).

Eles também divulgaram um vídeo de 8 minutos chamado “Epílogo”, com um trecho do filme “Daft Punk’s Electroma”, de 2006, e uma cartela com a mensagem “1993-2021”. 

A separação foi divulgada com um vídeo, com duração de 8 minutos e intitulado Epílogo , publicado nas redes sociais dos artistas.

Até o momento não foi divulgado o motivo para o fim da parceria entre Guy-Manuel de Homem-Christo e Thomas Bangalter.

A dupla parisiense é um nome importante da música eletrônica nas últimas décadas com sucessos como “Get Lucky”, “One More Time” e “Starboy”, esta última em parceria com The Weeknd.

O disco “Random Access Memories”, de 2013, é o último lançado pelo Daft Punk. Com ele, o duo ganhou 4 Grammys no ano seguinte: gravação do ano e performance do ano por “Get Lucky”, álbum do ano e melhor álbum de música eletrônica.

Eles também foram premiados em 2008 com a gravação de “Harder Better Faster Stronger” e pelo álbum “Alive” em categorias de música eletrônica.

Guy-Manuel e Thomas fazem aparições públicas vestindo produções como se fossem robôs e não costumam dar muitas entrevistas.

História da dupla

Daft Punk recebe Grammy de 'Single do Ano' por 'Get Lucky' — Foto: Mario Anzuoni/Reuters
Daft Punk recebe Grammy de ‘Single do Ano’ por ‘Get Lucky’ — Foto: Mario Anzuoni/Reuters

O nome do duo cibernético foi inspirado em um artigo publicado na revista britânica “Melody Maker” sobre o primeiro trabalho da dupla, lançado em uma coletânea em 1992. Na época, eles se chamavam Darling e faziam rock. A matéria dizia que eles tocavam como “um bando de punks bobos” — ou “daft punk”.

A estreia do Daft Punk com o nome definitivo foi em “The new wave”, lançado pela Soma Records em 1993. O primeiro sucesso comercial da dupla, “Da funk” (que vendeu cerca de 30 mil cópias), é de 1995, e foi incluído no primeiro álbum oficial, “Homework”, lançado dois anos depois.

O disco, considerado uma síntese inovadora de diversos estilos da música eletrônica, se tornou um dos mais influentes da dance music dos anos 90.

“Discovery”, de 2001, é mais comercial, mas não desapontou no quesito “vendas” — “One more time” chegou ao segundo lugar das paradas no Reino Unido.

Daft Punk, em foto de janeiro de 2014 — Foto: Robyn Beck/AFP/Arquivo
Daft Punk, em foto de janeiro de 2014 — Foto: Robyn Beck/AFP/Arquivo

Já “Human after all”, disco de 2005, ironiza sua característica mais marcante: usar capacetes de robôs e efeitos de voz conhecidos como vocoders. Naquele ano, a dupla também lançou a coletânea “Musique, Vol.1: 1993-2005”.

Depois, o duo lançou “Musique Vol.1”, “Alive 2007” e a trilha sonora do filme “Tron Legacy” até chegar ao último disco “Random Access Memories” (2013).

O Daft Punk coleciona ótimos videoclipes dirigidos por nomes como Spike Jonze, Michel Gondry e pela lenda das animações Leiji Matsumoto.

Com informações via G1
Foto: Divulgação

Leia também: Mulher morre após receber pulmões infectados com coronavírus durante transplante de órgãos

Daft Punk se separa após 28 anos de carreira

veja mais

veja mais

Copy link
Powered by Social Snap