Datena se irrita e diz que não vai mais entrevistar Bolsonaro; CONFIRA

José Luiz Datena ficou incomodado com a postura do presidente na reunião presidencial que aconteceu no dia 22 de abril, em Brasília.
Por joao.castro
Publicado em 22/05/20 às 10h01
datena-bolsonaro.

Foto: Isac Nóbrega/PR

José Luiz Datena, apresentador do programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, rompeu qualquer tipo de relação com o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) e disse que não vai mais entrevistá-lo.

A decisão foi pelo vídeo da reunião ministerial que aconteceu no dia 22 de abril, divulgada nesta sexta-feira (22) com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Depois dessa fita, me permito deixar a Band escolher outros repórteres e apresentadores entrevistarem o presidente da República” disse o apresentador. Até então, Datena era um dos apoiadores de Bolsonaro dentro da emissora.

Extremamente decepcionado com o presidente, Datena ainda perguntou o motivo pelo qual Bolsonaro não mandou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, “calar a boca” quando disse que mandaria ministros do STF para a cadeia.

“A gente tá perdendo a luta pela liberdade. É isso que o povo tá gritando. Não tá gritando pra ter mais Estado, pra ter mais projetos, pra ter mais… o povo tá gritando por liberdade, ponto. Eu acho que é isso que a gente tá perdendo, tá perdendo mesmo. A ge… o povo tá querendo ver o que me trouxe até aqui. Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”, disse Weintraub na reunião.

A reunião é citada pelo ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que acusa Bolsonaro de interferência na Polícia Federal (PF).

Confira a reação de José Luiz Datena

Da Redação com informações da Revista Fórum

Leia também: Arthur Neto classifica ataques de Bolsonaro como “strip-tease moral”

MATÉRIAS RELACIONADAS