Déjà vu: cena milenar de Jesus é revivida por Bolsonaro no Piauí

Jesus e Bolsonaro
O fato aconteceu nesta quinta-feira (30), no Piauí
Por redacao
Publicado em 30/07/20 às 04h08

Tido como o “Messias do Brasil” ou como o “Salvador da Pátria”, o presidente Jair Messias Bolsonaro chegou ao Piauí, nesta quinta-feira (30), aclamado pela multidão que o aguardava no aeroporto.

A imagem lembrou uma cena de mais de dois mil anos, muito conhecida na Bíblia, quando Jesus entrava na cidade de Jerusálem, montado em um jumentinho e sendo aclamado pelo povo. Só que dessa vez, o ‘Messias’ saiu montado em um cavalo.

Em terra de PT, Bolsonaro é ‘rei’!

Todos devem está se perguntando como o presidente Jair Messias Bolsonaro chegou ao Piauí, nesta quinta-feira (30), com honrarias de um ‘rei’, aclamado pela população, uma vez que o Estado é governado por Wellington Dias (PT) e a região Nordeste sempre foi um território onde o Partido dos Trabalhadores ‘dominava’. O que mudou no Nordeste em tão pouco tempo?

 Jogo da Cidadania

A Escola do Legislativo Vereadora Léa Alencar Antony, da Câmara Municipal de Manaus (CMM), aderiu ao Jogo da Cidadania, criada pela Escola do Legislativo Professor Rômulo Coelho, da Câmara Municipal de Pouso Alegre, de Minas Gerais. Na “brincadeira” on-line os participantes aprendem sobre direitos e deveres, estatutos da Criança e do Adolescente e do Idoso, tribunais, impostos, poderes e diversos outros assuntos para o cidadão saber mais sobre o Legislativo e seus direitos.

De acordo com a diretora da Escola do Legislativo de Pouso Alegre, Madu Macedo, o Jogo nasceu em 2017 como Bingo da Cidadania, e era de modo presencial. “Com a pandemia, tivemos a ideia de fazer on-line e um funcionário criou o software para o sorteio. Foi também quando outras Câmaras e Assembleias começaram a aderir”, conta.

Prorrogação do Auxílio

O auxílio emergencial de R$ 600, pago pelo Governo Federal, devido às consequências da pandemia da COVID19 no País, poderá ser prorrogado até dezembro deste ano. Isso porque o deputado federal do Amazonas, Átila Lins (Progressistas), sugeriu ao ministro da Economia, Paulo Guedes, uma nova prorrogação do benefício.

Aprovado pela Câmara e pelo Senado, o auxílio seria uma renda temporária básica por três meses para pessoas que ficaram sem rendimentos em razão da pandemia, tais como vendedores ambulantes, feirantes e outros trabalhadores informais. Porém já houve uma prorrogação para cinco parcelas.

Leia mais: Bolsonaro diz que precisa do Congresso para resolver problemas do país

Jesus e Bolsonaro

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link