Desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro é adiado

samba
Apesar do adiamento, diversas escolas de samba já definiram enredo para o carnaval 2021. Os diretores aguardam a chegada de uma vacina
Por João Paulo Castro
Publicado em 25/09/20 às 11h48

Manaus – O desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro para 2021 está oficialmente adiado. A decisão foi motivada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e divulgada na última quinta-feira (24) após reunião com Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa).

Jorge Castanheira, presidente da Liesa, afirmou que as escolas não têm nenhuma data oficial para realizarem o desfile. Qualquer avaliação sobre o assunto depende da marcação de uma campanha de vacinação.

O desfile pode acontecer em junho de 2021, porém, é apenas uma possibilidade. A decisão pega carona junto com o carnaval de São Paulo, que também decidiu adiar o evento.

“Em função de toda essa insegurança, essa instabilidade em relação a área da ciência, de não saber se lá em fevereiro vamos ter ou não a vacina, chegamos à conclusão que esse processo tem que ser adiado. Não temos como fazer em fevereiro, falou Castanheira.

Segundo o boletim epidemiológico, atualmente o Rio de Janeiro possui 257.985 casos confirmados e 18.037 mortes em decorrência da Covid-19. A decisão de adiar o desfile das escolas de samba acontece no mesmo período que o governador Wilson Witzel (PSC) vem sendo alvo de processo de impeachment e o prefeito da capital, Marcelo Crivella (Republicanos), principal opositor do carnaval, fica inelegível até 2026.

A Unidos do Viradouro é a atual campeã do carnaval – Foto: Wigder Frota

Apesar do adiamento, muitas escolas de samba do Grupo Especial, principalmente Portela, Beija-Flor, Mocidade Independente de Padre Miguel e Salgueiro, já definiram enredo para 2021.

O adiamento do Carnaval era dado como certo e muitos integrantes das agremiações aceitaram a realidade. O carnavalesco da Estação Primeira de Mangueira, Leandro Vieira, vinha batendo na tecla de adiar o evento.

Eventos

Além do Carnaval do RJ, outros eventos foram adiados devido a pandemia, entre eles o Festival Folclórico de Parintins, o Festival de São João de Caruaru (PE), o Çairé de Santarém (PA) e até mesmo as Olimpíadas em Tóquio, no Japão.

Diversas escolas de samba estão realizando ações solidárias com intuito de ajudarem os trabalhadores diretos e indiretos.

Com informações do G1
Foto: Fábio Tito

Leia também: Wilson Lima determina fechamento de bares e flutuantes após aumento de casos por Covid-19

samba

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap