Donald Trump dá clemência a 143 pessoas de sua base de apoio

Donald Trump está de acordo com uma longa tradição presidencial dos Estados Unidos de exercer o poder de clemência no último minuto.
Por Henrique De Mesquita
Publicado em 20/01/21 às 10h29
Donald Trump dá clemência a 143 pessoas de sua base de apoio
Donald Trump dá clemência a 143 pessoas de sua base de apoio

O presidente Donald Trump emitiu uma série de indultos e comutações (clemência para substituição de uma pena) nas últimas horas de seu mandato. A lista de 143 nomes divulgada pela Casa Branca no início desta quarta-feira (20), inclui um ex-estrategista político, um ex-grande arrecadador de fundos e dois rappers conhecidos, mas não o próprio Trump ou pessoas de sua família.

Não é impossível, porém, que Trump ainda conceda novos perdões na manhã de quarta-feira, antes da posse de Biden.

O lote de 73 indultos e 70 comutações emitidos durante a madrugada era esperado e Donald Trump está de acordo com uma longa tradição presidencial de exercer o poder de clemência no último minuto.

A lista mostrou um presidente interessado em conceder perdões a aliados. A grande maioria dos perdões e comutações na lista de Trump foi distribuída a indivíduos cujos casos foram defendidos por entusiastas de reformas na justiça criminal, incluindo pessoas que cumprem penas longas por delitos considerados de baixa gravidade.

Mas vários nomes polêmicos aparecem na relação, incluindo o ex-estrategista Steve Bannon, que se declarou inocente das acusações de fraudar doadores de uma campanha online de arrecadação de fundos.

Trump passou os últimos dias deliberando sobre um perdão a Bannon, o homem que o ajudou a ganhar a presidência em 2016 e o seguiu até a Casa Branca. Durante algumas horas, houve um debate frenético nos bastidores sobre a concessão de perdão a Bannon.

Uma preocupação era a possível conexão de Bannon com a revolta de apoiadores de Trump em 6 de janeiro no Capitólio dos Estados Unidos, de acordo com uma fonte familiarizada com as discussões.

Ao longo da terça-feira, Trump continuou a contemplar perdões que os assessores acreditavam terem sido acertados, incluindo para seu ex-estrategista. O presidente passou a noite de terça-feira entre idas e vindas sobre o assunto, disseram fontes à CNN.

Clemência de Donald Trump para Rappers e outros aliados

Outros nomes incluídos na lista foram Elliott Broidy, um ex-grande arrecadador de fundos para a campanha de Trump que se declarou culpado de uma acusação de conspiração relacionada a uma campanha secreta de lobby para influenciar o governo Trump em nome de um bilionário estrangeiro em troca de milhões de dólares.

O rapper Lil Wayne recebeu perdão após se confessar culpado de uma acusação de porte de arma em Miami. Outro rapper, Kodak Black, recebeu uma comutação após se confessar culpado de uma acusação de porte de arma.

Outras clemências chamaram a atenção:

– Paul Erickson, o político conservador e ex-namorado da suposta espiã russa Maria Butina, que se confessou culpado de acusações de fraude eletrônica e lavagem de dinheiro;

– Robin Hayes, um doador político da Carolina do Norte condenado por tentar subornar funcionários;

– O ex-prefeito de Detroit Kwame Kilpatrick, convencido de acusações federais, incluindo extorsão, extorsão e apresentação de declarações de impostos falsas;

– William Walters, um jogador profissional de esportes condenado por negociação com informações privilegiadas;

– e Aviem Sella, um oficial da força aérea israelense que os EUA acusaram de ser um espião.

Bob Zangrillo, o desenvolvedor de Miami e capitalista de risco acusado no escândalo de admissão à faculdade Varsity Blues, também recebeu um perdão. Nenhum dos envolvidos na investigação foi perdoado.

Embora nem Trump nem membros de sua família tenham sido incluídos em sua lista, Trump tem até o meio-dia na quarta-feira para emitir qualquer perdão final antes de deixar o cargo.

Com informações da CNN
Foto: Divulgação

Leia também: Steve Bannon e outros aliados são perdoados por Trump poucas horas de presidente deixar cargo

Donald Trump dá clemência a 143 pessoas de sua base de apoio

veja mais

veja mais

Copy link
Powered by Social Snap