Eleições 2020: ‘Eu não estou em busca de emprego na CMM, quero liberdade de expressão’, diz Capitão Carpê

Capitão Carpê
Capitão Carpê é natural de Eirunepé, terra de Amazonino Mendes e Pauderney Avelino
Por Edilânea Souza
Publicado em 16/09/20 às 04h05

O Capitão da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Carpegiane Andrade, mais conhecido como Capitão Carpê participou na tarde desta quarta-feira (16), do Programa #Eleições2020, do Portal Tucumã.

Durante a entrevista, o militar falou de temas ligados à Educação, Esporte, Transporte, Segurança, Projetos Sociais, combate ao suicídio e sobre sua candidatura à vaga de vereador na Câmara Municipal de Manaus (CMM), pelo partido Republicanos, de Capitão Alberto Neto.

O militar falou também os motivos pelos quais defende o presidente Jair Messias Bolsonaro e disse que não “surfa” na onda do presidente. “Não sou fruto de ninguém e nem assessor do Bolsonaro. Eu fiz campanha por acreditar naquele momento que era o melhor para o Brasil. Se hoje eu deixasse de apoiar Bolsonaro eu continuo sendo o Carpê. Até então ele tem se mostrado e íntegroe diferentemente de outros candidatos que surfam na onda dele, eu sinceramente não preciso, eu tenho os meus próprios passos”, destacou Carpê.

Já sobre sua relação com David Almeida (Avante) e porque não está lado a lado, Carpê disse que tem muito respeito, mas que às conversas sobre Eleições.

“Eu chamo ele de chefe até hoje em respeito do que vivenciei com ele, como parlamentar e com sua família, tenho um grande apreço. Por questões mesmo de ideologias nós não chegamos a conversar muito a cerca do partido, não chegamos há um diálogo”, disse.

Perguntado se é muito assediado pelas redes sociais Carpê preferiu dizer que recebe muito “carinho” das pessoas e trata todas elas de forma igual, com atenção

Eleições

De acordo com Carpê, o Republicanos deve fazer aproximadamente três vereadores. Carpê acredita que o quadro do Parlamento Municipal possa ser renovado em até 70% e que sua sigla deve fazer quatro vereadores.

“Na verdade a população está cansada destes candidatos plastificados, esses caras que passam tantos anos aí longe da população, não sabem a realidade de ninguém não sabe o que é morar na comunidade. Eu vivo no Compensa há 25 anos e sei das mazelas e presenciei de perto o que eu sempre vivi. Então não vou dizer para vocês que eu vou tirar outro candidato, eu acredito que o jogo só acaba no segundo tempo quando o juiz apitar”, ressaltou o militar.

Já sobre o porquê escolheu participar do pleito eleitoral ao lado de Capitão Alberto Neto no Republicanos, Carpê disse que eles são amigos pessoais e que defendem as mesmas ideologias políticas.

“Ele é meu amigo de farda e pessoal. Também está alinhado o seu partido ao nosso presidente Jair Messias Bolsonaro por acreditar nos seus ideais. Eu como policial militar ao levantar algumas bandeiras, tais como: sou contra a legalização das drogas, contra o aborto, a favor da família e a favor da vida, sou a favor sim de que o cidadão de bem tenha uma arma de fogo para se defender a sua família e sua propriedade. E hoje quem tem mais condições de comandar Manaus é capitão Alberto Neto”, disse Capitão Carpê.

Guarda Municipal armada

Falando de Segurança para o município, Capitão Carpê defende o armamento dos guardas bem como a promoção de concurso público. Ele disse ainda que a cidade precisa de alguém que entenda de Segurança é um dever de todos.

“Infelizmente a Guarda Municipal está sucateada e não é valorizada. Há tanto tempo não tem um concurso. Hoje você vê o guarda cansado e eu acho uma covardia de um prefeito e de uma Câmara de não proporcionar a eles o direito de trabalhar armados. Não se combate vagabundo com arma de fogo na mão com um pedaço de pau. Vagabundo se combate com arma”, ressaltou.

Esporte

Capitão Carpê que é faixa preta no Jiu-Jitsu disse que é necessário investir mais no esporte para evitar gastos na Segurança. “Uma criança pode até não ser uma campeã de Jiu-Jitsu, do futebol, do karatê, ou de outra modalidade, mas dependendo de como aquela criança ou adolescente for direcionado, ele pode ser um campeão para vida. Quando você investe 200 mil por mês no projeto social vai deixar de gastar pelo menos R$ 1 milhão lá na frente para combater aquilo ali que pode evoluir para um crime. Vai evitar problema para família, para ele mesmo e para o Estado como todo”, destacou.

Setembro Amarelo

O Capitão Carpê também destacou o projeto que desenvolve para combater o suicídio, principalmente na Ponte Phelippe Daou, na Zona Oeste de Manaus. Carpê disse que tem três formas de evitar que os números de suicídios continuem crescer: o fechamento da ponte a partir das 19h, para pedestre; aumento do gradil ou montar uma base de conteiner para atender quem chegar ali precisando de ajuda.

Avaliação

Na parte mais esperada do programa, que é o quadro que avalia os nomes políticos do cenário local e nacional, Capitão Carpê avaliou com a nota máxima, no caso três (3), com quem ele tem afinidades, os nomes do ex-deputado estadual David Almeida (Avante) e o ministro da Economia Paulo Guedes.

Entre os nomes que foram avaliados com a nota média dois (2), com quem o Capitão poderia ter afinidades políticas, estão: o ex-governador do Amazonas Amazonino Mendes (PODEMOS), a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB), os deputados estaduais Josué Neto (PRTB) e Ricardo Nicolau (PSD), os deputados federais José Ricardo (PT), Marcelo Ramos (PL), Sidney Leite (PSD),  Silas Câmara (Republicanos) e Átila Lins (PP), o senador Plinio Valério (PSDB), o advogado Marcelo Amil, o ex-prefeito de Manaus Alfredo Nascimento (PL), o governo do Amazonas Wilson Lima (PSC), o vice-prefeito de Manaus Marcos Rotta (DEM), o empresário Romero Reis (NOVO) e o ex-titular da Suframa Coronel Menezes (Patriota).

E com a nota mínima um (1), com pouca afinidade, foram avaliados apenas os nomes dos senadores Eduardo Braga (MDB) e Omar Aziz (PSD)

Fora da escala

Carpê avaliou ainda nomes que ficaram acima da escala e outros abaixo dela (1 a 3). Entre os nomes que foram citados com notas elevadíssimas estão o do Capitão Alberto Neto e do presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) avaliados com nota 1.000 (mil).

Já o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) e o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB) receberam um zero (0) do Capitão Carpergiane.

Confira mais detalhes da entrevista do Capitão Carpê no programa #Eleições2020. CLICA AQUI!

Leia mais: Coronel Menezes se espelha em Bolsonaro e adota slogan ‘Manaus acima de tudo e Deus acima de todos’

Capitão Carpê

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap