Eleições 2020: Prováveis nomes para disputa da presidência da CMM no biênio 2021/22

Presidência da CMM
Saiba quais os possíveis nomes que devem ser indicados ao posto da presidência da Câmara Municipal de Manaus para a próxima legislatura
Por Edilânea Souza
Publicado em 19/11/20 às 15h54

A presidência da Câmara Municipal de Manaus (CMM) é um dos cargos que o vereador do Parlamento pode concorrer e exercer a função por dois anos, no caso, um biênio.

Em 2021, o parlamento vai ser aberto com 56% de novos parlamentares e alguns reeleitos e já conhecidos no meio político. Por se tratar de uma nova legislatura, logo após a diplomação dos 41 vereadores acontecerá as eleições para à indicação de um nome para presidir a CMM, que será influenciado de acordo com o prefeito eleito, no caso Amazonino Mendes (Podemos) ou David Almeida (Avante), que disputam o segundo turno no próximo dia 29.

O presidente da casa tem poderes para tomar decisões junto com a Mesa Diretora sobre os trâmites do Parlamento, quando esta se enuncia coletivamente, e o regulador dos seus trabalhos e o fiscal da sua ordem. As suas funções são disciplinadas a nível local pela Lei Orgânica do Município e pelo Regimento Interno da Câmara de Vereadores.

Vale ressaltar que o presidente da Casa também pode assumir a cadeira da Prefeitura de Manaus, caso o prefeito e vice-prefeito estejam ausentes de seus postos, por compromissos do cargo e por um tempo determinado, que deve ser aprovado pelos 41 vereadores da CMM.

O Portal Tucumã listou alguns dos possíveis nomes que podem aparecer nessa disputa em janeiro, baseado nos trabalhos legislativos de cada parlamentar reeleito e da força que alguns novos vereadores já trazem de antes das Eleições Municipais de 2020, realizada no último domingo (15).

Confira a lista:

  • Professora Jacqueline Pinheiro

A Professora Jacqueline Pinheiro (Podemos) é uma forte candidata a pleitear a vaga. Ela foi a mulher mais bem votada no pleito, obtendo 9.208 mil votos e encabeçando a lista de vereadores eleitos no seu partido, que somaram três nomes.

Em entrevista ao Portal Tucumã, nesta quarta-feira (18), Jacqueline não escondeu sua vontade de galgar cargos ainda maiores dentro da CMM, uma vez que ela vai cumprir seu terceiro mandato e vem de uma crescente na política, porém vai depender das alianças partidárias.

Em 2012, a parlamentar foi eleita com 3.364 votos e em 2018 foi para 8,222. Na ocasião, Jacqueline, que também é advogada, se disse preparada para novos desafios porque se preparou para ser parlamentar e continua se preparando para o terceiro mandato.

Jacqueline pertence a mesma sigla de Amazonino Mendes e vai depender da vitória do candidato a prefeito para ter uma provável indicação à presidência da CMM.

  • Joelson Silva

Um nome que todos os parlamentares devem respeitar na Casa é de Joelson Silva (Patriota), ele é o atual presidente da Casa Legislativa e não vai deixar escapar tão facilmente a presidência.

Joelson Silva herdou do pai o veio político, Joel Silva, que foi ex-vereador e ex-vice-presidente do Parlamento e ex-prefeito de Manaus. O advogado entrou na CMM em vaga de suplente, no período de 2015 e 2016. Em 2017, Joelson foi reeleito e assumiu a liderança do prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB) no parlamento, sendo o elo do Poder Legislativo com o Executivo.

Joelson cumprirá o terceiro mandato na CMM a partir de 2021, tem um currículo de peso e poderá ser o nome da vez para continuar na presidência da Casa. O Partido Patriota não coligou com outras siglas.

  • Marcel Alexandre

O apóstolo Marcel Alexandre é outro forte candidato no que diz respeito às Eleições internas da CMM para a presidência da Casa para o biênio 2021/22. Marcel iniciará, em 2021, seu quarto mandato como vereador de Manaus. Ele é o segundo nome dentro do Partido Podemos que pode ser indicado para esta vaga.

Nessa passagem pela CMM, Marcel assumiu a Prefeitura, em 2012, quando Amazonino Mendes era prefeito e se ausentou para uma viagem a São Paulo. Marcel Alexandre também já foi líder do prefeito Arthur Neto (PSDB), mesmo pertencendo a outra sigla partidária na ocasião.

Marcel tem um estilo apaziguador no Parlamento, sempre que o ‘clima esquenta’, no sentido do debate, ele interfere com uma palavra bíblica. Marcel tem uma forte candidata na disputa interna do partido para essa vaga, no caso a vereadora Professora Jacqueline Pinheiro. O Podemos não coligou com nenhuma sigla nestas Eleições.

  • Rosivaldo Cordovil

O vereador reeleito Rosivaldo Cordovil (PSDB) pode ser outro postulante à vaga da presidência da CMM. O parlamentar preside atualmente a Comissão de Transporte Mobilidade Urbanas e Acessibilidade da Casa e participou da intervenção do transporte público em 2019.

A partir de 2021 exercerá seu terceiro mandato e pode ser um nome a ser pensado para essa disputa, já que é do atual partido do prefeito e poderá transitar nas duas siglas que disputam o segundo turno em Manaus, no caso o Avante ou o Podemos.

  • David Reis

O vereador David Valente Reis é outro nome que pode ser cotado para assumir a presidência do Parlamento Municipal. Ele é do mesmo partido de David Almeida e poderá ser o reforço do mesmo na CMM, uma vez que o presidente da CMM tem essa função de ser o interlocutor dos poderes Legislativos e Executivo.

David está como vereador na CMM desde 2012 e em 2021 vai para o terceiro mandato. Ele já foi  secretário Municipal do Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (SEMTRAD) e de Trabalho, Empreendedorismo, Abastecimento, Feiras e Mercados (SEMTEF), que foram fundidas e se tornaram a Secretaria Municipal de Produção, Abastecimento, Feiras e Mercados  (Sempab).

O partido de David Reis costurou alianças nessas Eleições e a própria sigla elegeu quatro vereadores, o PROS com dois vereadores, DEM, PRTB e PV, ambos com um candidato eleito. O PMB não elegeu candidatos.

Rodrigo Guedes

Rodrigo Guedes é um dos mais novo vereadores eleito que vai compor a bancada da Câmara Municipal de Manaus, a partir de 2021. Ele é ex-titular da Secretaria Municipal de Direito do Cidadão e Ouvidoria – Procon Manaus (Semdec), extinta na atual gestão de Arthur Neto (PSDB).

Rodrigo já mostrou que é bom de “briga” em defesa do consumidor e deverá entrar na disputa pela presidência da Casa. Ele já declarou abertamente apoio a David Almeida (Avante), que vem crescendo nas pesquisas eleitorais e está sendo cotado para ganhar a disputa da Prefeitura de Manaus em segundo turno. Se David for eleito, essa poderá ser uma “cartada” do advogado para sair na frente desta indicação.

O partido de Guedes não teve representação majoritária nessas Eleições, porém a sigla elegeu 4 vereadores, sendo um reeleito e três novatos. Além de deixar livre o apoio de seus vereadores a um candidato a prefeito.

  • Luís Mitoso

Um dos nome que vem preparado para o ataque nessa disputa da presidência da CMM é o advogado, jornalista e presidente do Manaus Futebol Clube, Luís Augusto Mitoso Júnior, mais conhecido como Mitoso, que retornará em 2021 ao plenário da Casa com a bola cheia, após quatro anos afastado do Parlamento.

Mitoso já mostrou que quando o lance é articular jogadas para diblar o adversário em campo, ele é especialista, prova disso é a crescente do clube que é administrado pelo futuro parlamentar, porém não é novato na política.

Se depender de conversa e alianças partidárias, ele fará essa costura muito bem feita. Mitoso não deixa uma discussão para depois e quando subia à tribuna da Casa, em períodos passados, chamava os vereadores para o bate-bola e não saia sem vencer a jogada.

O PTB de Mitoso elegeu dois vereadores e é comandado pelo deputado estadual Saullo Viana, que apoiou a campanha do Capitão Alberto Neto (Republicanos), que já declarou apoio a David Almeida, que de acordo com as pesquisas eleitorais vem tendo uma grande crescente após a realização do primeiro turno, no último dia 15 de novembro e deverá ser eleito em segundo turno, no dia 29 de novembro.

Leia mais: De bem votado a rejeitado: Triste fim do ‘presidente’ Carlos Portta na CMM

Presidência da CMM

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap