Eleições 2020: Sem dinheiro? Chico Preto, David Almeida e Marcelo Amil ainda não declararam doações para campanha

Chico Preto, David Almeida e Marcelo Amil
Os três candidatos continuam sem movimentação financeira na Justiça Eleitoral
Por Edilânea Souza
Publicado em 15/10/20 às 02h37

Os candidatos à Prefeitura de Manaus, Chico Preto (DC), David Almeida (Avante) e Marcelo Amil (PCdoB), ainda não registraram nenhuma movimentação financeira na Justiça Eleitoral, relativa às despesas e receitas de suas campanhas eleitorais. Nenhum dos três receberam doações de apoiadores, até às 14h desta quinta-feira (15).

Desde a liberação oficial da campanha eleitoral, em 27 de setembro, os candidatos podem receber doações ou fazer financiamentos coletivos, as famosas “vaquinhas on-line”.

Embora a executiva nacional do Partido Democracia Cristã, ao qual o vereador Chico Preto é candidato tenha recebido o valor de R$ 4.025.171,90 milhões, do Fundo Partidário, nenhum repasse foi feito para a campanha de Chico. Também não consta no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) doações feitas por apoiadores do candidato.

O candidato também não aparece na propaganda eleitoral de rádio e TV, porque a sigla não tem representatividade no Congresso Nacional.

Outro candidato que ainda não possui movimentação é o ex-deputado estadual David Almeida (Avante). O partido de David recebeu do Fundo Eleitoral o valor de R$ 28.121.267,64 milhões. No site do TSE, a parte de prestação de contas do candidato ainda está zerada.

David Almeida tem a maior coligação das Eleições Municipais de 2020, em Manaus, com os partidos: Avante, PMB, PTC, PRTB, PV, DEM e PROS.

O advogado Marcelo Amil é o terceiro candidato à Prefeitura de Manaus que não consta prestação de contas na Justiça Eleitoral. Amil foi o único candidato que não declarou bens nas Eleições. O partido do candidato recebeu R$ 30.941.860,30 milhões, porém ainda não houve repasse da executiva nacional para o candidato.

Campanhas milionárias

Enquanto Chico, David e Amil não declararam nenhum valor investido em suas campanhas, três candidatos terão campanhas milionárias. Os candidatos são: Alfredo Nascimento (PL), COM 6 milhões, Amazonino Mendes (Podemos), com R$ 1.470 milhões e José Ricardo (PT), com R$ 1.286.785,82.

Sobre as doações

Os eleitores podem doar aos candidatos de sua preferência valores que correspondam a até 10% da renda bruta anual declarada à Receita Federal, considerado o ano-calendário de 2019.

A norma ainda prevê que o candidato poderá usar recursos próprios em sua campanha até o total de 10% dos limites previstos para gastos de campanha no cargo em que concorrer. No caso, os candidatos a prefeito em Manaus podem gastar até R$ 10.227.455,89 milhões em suas campanhas. Já para p cargo de vereador, os candidatos podem gastar até R$ 628.500,47 mil.

O financiamento de campanhas eleitorais por empresas foi proibido com a Minirreforma Eleitoral de 2015, em que o Congresso Nacional incorporou à legislação eleitoral a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4650.

Leia mais: Ricardo Nicolau participa de entrevista no #Eleições2020 nesta sexta (16)

Chico Preto, David Almeida e Marcelo Amil

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap