Eleições: PF usará drones para flagrar crimes como boca de urna

eleicoes
De acordo com o órgão, mais de 100 aeronaves pilotadas remotamente deverão ser alocadas em municípios considerados estratégicos, em todos os estados.
Por Alessandra Aline Martins
Publicado em 23/10/20 às 01h24

Nas eleições municipais de novembro, a Polícia Federal (PF) deverá usar drones para prevenção e repressão de crimes eleitorais como boca de urna e transporte irregular de eleitores.

De acordo com o órgão, mais de 100 aeronaves pilotadas remotamente deverão ser alocadas em municípios considerados estratégicos, em todos os estados. A intenção é que os equipamentos sobrevoem as zonas eleitorais de modo a inibir e flagrar a prática de condutas vedadas nos dias de votação.

Segundo a PF, os drones possuem câmeras capazes de realizar zoom suficiente para identificar suspeitos, placas de veículos, entregas de santinhos e situações de compra de votos, com imagens de alta nitidez.

As imagens capturadas serão transmitidas a uma equipe da PF que estará preparada para monitorar todas a eleição em todo território nacional, determinando a adoção as medidas cabíveis diante de atividades suspeitas, informou o órgão.

O primeiro turno das eleições municipais está marcado para 15 de novembro. O segundo turno, onde houver, ocorrerá em 29 de novembro. O horário de votação será sempre das 7h às 17h, no horário local.

Leia mais: Bolsonaro diz que povo brasileiro não será cobaia da vacina chinesa contra a covid-19

Foto: Divulgação

Com informações do Agência Brasil.

eleicoes

MATÉRIAS RELACIONADAS

Vídeo: Policial é baleado e morto ao reagir assalto

Vídeo: Policial é baleado e morto ao reagir assalto

A gravação mostra o exato momento em que várias pessoas estão em grupo, quando um homem, não identificado, anuncia o assalto. O policial a paisana reage a abordagem do assaltante ao tentar puxar a arma na tentativa de deter o criminoso

Copy link
Powered by Social Snap