Em entrevista, Coronel Menezes confirma pré-candidatura ao Senado

A declaração foi feita durante a entrevista para o Portal Tucumã na manhã desta terça-feira

Na manhã desta terça-feira (13), o Portal Tucumã entrevistou o ex-superintendente da Suframa, Coronel Menezes (Patriota). Amazonas, carreira política e a motociata com o participação do presidente Bolsonaro, foram um dos assuntos que foram abordados na conversa.

Eleições 2022

Em um momento da entrevista, a apresentadora Dana Lopes, indagou Menezes sobre uma possível candidatura para concorrer à uma vaga para Senado Federal, o Coronel respondeu.

“Hoje nós somos sim, pré-candidato ao Senado Federal, assumimos essa postura. Todo mundo aí tá trabalhando também, esses políticos tradicionais, esses velhos conhecidos. Aí fica lá, o cara viajando pro interior, fica lá visitando as comunidades, não é a toa, tá todo mundo fazendo a sua pré campanha, só que ninguém assume”, respondeu Menezes.

Coronel Menezes (Patriota) ainda enfatizou a sua trajetória até aqui, lembrou para os internautas que estavam assistindo a entrevista no Portal Tucumã, que já exerceu mais de 30 anos de administração pública.

“Só digo o seguinte, quero colocar para todos os internautas, eu não tenho o vício da droga, eu não tenho CPF demasiado, eu sou um homem cristão, sou um homem trabalhador, vim de uma origem muito humilde, temos o preparo de 30 anos de administração pública no Exercíto brasileiro (…) temos todo um preparo, um currículo e a população tem recebido muito bem. É uma pré-candidatura que está sendo desenhada, Se for a vontade de Deus e da população do estado, iremos representar sim o nosso estado no Congresso Nacional no futuro”, disse Coronel Menezes.

Renovação

Coronel Menezes (Patriota) ressaltou que a sua pré-candidatura ao Senado, é um símbolo de renovação política, e aproveitou para falar sobre os percalços que cercam o Amazonas, como a Zona Franca e o sistema de saúde estadual.

Coronel Meneses (Patriota) com a apresentadora do Portal Tucumã Dana Lopes

“Nós precisamos renovar, a população está ciente disso e nós queremos a mudança (…) O Polo Industrial de Manaus hoje, temos 83% da economia do estado, concentrada aqui em Manaus. Os militares criaram esse modelo do Pólo Industrial de Manaus e nos últimos 30 anos, ninguém que passou pela carreira do executivo, criou outro vetor econômico que pudesse complementar a economia do nosso estado”, completou.

Ao comentar sobre o sistema de saúde do estado do Amazonas, Menezes não economizou nas palavras e citou indiretamente o senador e presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM).

“Ano passado quando começou a Pandemia, no dia 15 de março, nós não tínhamos uma UTI no interior do estado construído, então isso prejudicou. Nosso sistema já estava debilitado por conta da operação ‘Maus caminhos’, que houve aquele desvio de praticamente R$ 260 milhões, que está sendo apurado e inclusive tem um senador envolvido”, afirmou o pré-candidato ao senado.

Apoio do Presidente Bolsonaro

Durante a entrevista, a produção do Portal Tucumã colocou um vídeo que foi gravado em agosto do ano passado, onde o presidente Bolsonaro (sem partido) manda um recado para Coronel Menezes (Patriota), ao assistir, Menezes reforçou a sua relação de amizade com Bolsonaro.

“Qualquer político que se preze, gostaria de receber o apoio do presidente da República. Esse vídeo aí, o presidente fez gentilmente ano passado, onde ele afirma exatamente aquilo que nós temos, valores”, disse Menezes.

Menezes ainda explicou porque não aceitou o convite de Bolsonaro para trabalhar na capital federal.

“Naquele momento, ele tinha me convidado para trabalhar com ele em Brasília, e eu neguei, pois eu não tenho nenhum interesse em sair do meu estado. Eu gostaria de ficar aqui, de fortalecer ainda mais o nosso nome, o nosso conhecimento e o nosso trabalho”, finalizou o convidado.

Futuro partidário

Com as eleições chegando, muitos políticos aproveitam para definir seu futuro partidário, e vale lembrar que o presidente Bolsonaro ainda está sem partido. Ao ser perguntado se existe alguma possibilidade do presidente se filar ao partido de Menezes (Patriota), o convidado respondeu.

“Nós vamos rumar juntos com o presidente da República, estamos aguardando ele definir o partido. Se o presidente for para o ‘Patriota’, nós iremos continuar no partido. Se ele for para outro partido, com certeza nós iremos mudar de partido”, afirmou Menezes.

Menezes ainda afirmou, que existem dois partidos bem próximos de Bolsonaro, e que não é descartável a possibilidade de Bolsonaro se filiar ao Patriota.

“Existe sim uma grande possibilidade dele vim para o Patriota, na última conversa que eu tive com ele, há um mês, ele tinha dois partidos em mente, ele deixou a entender, que o Patriota era o partido que ele queria ir, mas iremos aguardar”, respondeu.

Motociata com o presidente Bolsonaro

Coronel Menezes aproveitou o espaço para convidar a população, para participar da Motociata em apoio ao presidente Bolsonaro, que irá ocorrer neste sábado, dia 17 de julho.

“Eu estou convidando a população para participar da motociata que vai acontecer neste sábado, dia 17. A concentração começa às 6h da manhã. Você pode participar entrando lá pela BR e vindo pelo Tarumã, esse vai ser o circuito que você poderá chegar”, informou Menezes.

Confira a entrevista completa aqui

Leia também : Menina de 9 anos ‘casada’ com primo era prostituída pelo próprio pai em Manaus

MATERIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap