terça-feira, 16 de agosto de 2022

EUA suspendem obrigação de teste de Covid-19 a estrangeiros

As novas regras vão valer para quem entrar no país a partir deste domingo (11)
Testes detectou 683 casos de Covid (Foto: Camila Batista/Semsa)
Testes detectou 683 casos de Covid (Foto: Camila Batista/Semsa)

Os Estados Unidos vão suspender a obrigatoriedade de que viajantes internacionais, vacinados ou não, apresentem um teste com resultado negativo para a covid-19.

Até agora, o exame precisa ser feito na véspera da viagem. As novas regras vão valer para quem entrar no país a partir de uma hora e um minuto da manhã deste domingo, no horário de Brasília.

A informação foi divulgada nesta sexta-feira pela agência de notícias Associated Press e confirmada à Rádio Nacional pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil.

De acordo com a agência, o Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos, avaliou que as restrições não são mais necessárias, “baseando-se nos números e na ciência”. Essa medida será reavaliada a cada três meses. Mesmo com o fim da obrigação, a testagem continuará sendo recomendada.

A regra para a entrada de turistas muda de acordo com o país.

O Canadá suspendeu até o dia 30 de junho a testagem aleatória de covid-19 que faz nos aeroportos, mas mantém a exigência de vacinação completa para entrar no país. Os turistas não vacinados ou com o esquema incompleto devem solicitar com antecedência uma autorização especial.

No Japão, os turistas brasileiros têm que apresentar comprovante de vacinação e teste RT-PCR negativo. É necessário fazer uma consulta antes de comprar a passagem, porque a maioria das viagens a turismo ainda está proibida por lá.

Já o Reino Unido derrubou todas as exigências, inclusive para pessoas não vacinadas.

Para entrar na Espanha, na França e em Portugal, é preciso comprovar ter completado o esquema de vacinação ou apresentar teste RT-PCR negativo. Quem visita a Austrália deve apresentar o certificado de vacinação e preencher uma declaração de saúde pela internet. Quem não preencher está sujeito a multa de mais de R$ 23 mil.

Na Argentina e no Uruguai também é necessário preencher a declaração de saúde disponível na página de cada governo. O documento orienta o turista a fazer um teste de covid nas primeiras 24 horas. Se o resultado for positivo, as autoridades sanitárias devem ser comunicadas.

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também