Facebook envia equipes para central de dados resetar os servidores manualmente

Funcionários do Facebook chegaram a ficarm presos em suas salas, pois o problema afetou também os sistemas internos como crachás digitais
Facebook envia equipes para central de dados resetar os servidores manualmente
Facebook envia equipes para central de dados resetar os servidores manualmente

Nesta segunda-feira (4), a queda das principais redes sociais ligadas ao Facebook tem derando um grande trantorno não apenas para os usuários, mas ao funcionário da própria empresa – divulgou o jornal The New York Times. Buscando resolver o problema, Equipes foram enviados à central de dados na Califórnia buscando resetar os resivores manualmente na Califórnia.

Dentro do Facebook, os funcionários se embaralharam porque seus sistemas internos também pararam de funcionar. A equipe de segurança global da empresa “foi notificada de uma falha no sistema afetando todos os sistemas e ferramentas internos do Facebook”, de acordo com um memorando interno enviado aos funcionários. Essas ferramentas incluíam sistemas de segurança, um calendário interno e ferramentas de agendamento, disse o memorando.

Os funcionários disseram que tiveram problemas para fazer chamadas de telefones celulares do trabalho e receber e-mails de pessoas de fora da empresa. A plataforma de comunicação interna do Facebook, Workplace, também foi retirada, deixando muitos incapazes de fazer seu trabalho. Alguns recorreram a outras plataformas para se comunicar, incluindo LinkedIn e Zoom, bem como salas de bate-papo do Discord.

Alguns funcionários do Facebook que voltaram a trabalhar no escritório também não conseguiram entrar em prédios e salas de conferência porque seus crachás digitais pararam de funcionar. Os engenheiros de segurança disseram que não conseguiram avaliar a interrupção porque não conseguiram chegar às áreas dos servidores.

O centro de operações de segurança global do Facebook determinou que a interrupção era “um risco ALTO para as pessoas, risco MODERADO para os ativos e um risco ALTO para a reputação do Facebook”, disse o memorando da empresa.

Uma pequena equipe de funcionários foi logo enviada ao data center de Santa Clara, Califórnia, do Facebook, para tentar uma “reinicialização manual” dos servidores da empresa, de acordo com um memorando interno.

Vários funcionários do Facebook classificaram a interrupção como o equivalente a um “dia de neve”, um sentimento que foi ecoado publicamente por Adam Mosseri, o chefe do Instagram.

O Facebook já está lidando com bastante escrutínio. A empresa está sendo criticada por uma denunciante, Frances Haugen , uma ex-gerente de produto do Facebook que acumulou milhares de páginas de pesquisas internas e desde então as distribuiu para a mídia de notícias, legisladores e reguladores. Os documentos revelaram que o Facebook sabia de muitos danos que seus serviços estavam causando.

A Sra. Haugen, que revelou sua identidade no domingo online e no “60 Minutes”, deve testemunhar na terça-feira no Congresso sobre o impacto do Facebook sobre os usuários jovens.

Nos primeiros dias do Facebook, o site sofreu interrupções ocasionais à medida que milhões de novos usuários migraram para a rede. Ao longo dos anos, ela gastou bilhões de dólares para construir sua infraestrutura e serviços, gerando enormes centros de dados em cidades como Prineville, Oregon e Fort Worth, Texas.

Leia também: Descubra o que está por trás da queda do WhatsApp, Facebook e Instagram

MATERIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap