Facebook quer que você pague para assistir lives

A Companhia americana vai permitir que criadores de conteúdo possam cobrar pelo acesso às transmissões ao vivo
Por Edilânea Souza
Publicado em 28/04/20 às 04h02

A crise do novo coronavírus impulsionou o mercado de transmissões ao vivo. E o Facebook sabe disso. Nesta terça-feira (28), a companhia informou que em breve vai permitir que os criadores de conteúdo possam cobrar pelo acesso às transmissões. Ou seja, você poderá ter que pagar para assistir uma live na rede social.

Segundo o Facebook, a medida visa apoiar os produtores de conteúdo e as pequenas empresas que produzem vídeos na plataforma. Ao que a empresa indica, qualquer tipo de vídeo poderá ser monetizado, desde apresentações individuais até aulas e conferências online.

Por ora ainda não há muitas informações sobre como isso vai acontecer, mas a previsão é de que a cobrança ocorra somente no Facebook e não afete o Instagram, ao menos em um primeiro momento.

Sobre datas, a empresa Mark Zuckerberg apenas informou que isso se dará nas “próximas semanas”.

Segundo dados do YouTube obtidos pela EXAME e divulgados em reportagem recente da revista, as buscas por conteúdo ao vivo cresceram 4.900% no Brasil na quarentena.

A consultoria americana Tubular Labs, especializada no segmento de vídeos na internet, indica que houve um crescimento de 19% nas transmissões ao vivo pelo YouTube no fim de março, média de quase 3,5 bilhões de minutos de conteúdo por dia. 

Exame

MATÉRIAS RELACIONADAS