terça-feira, 16 de agosto de 2022

Federação dos Jornalistas vai denunciar Léo Dias por ferir Código de Ética

Colunista expôs caso da gravidez após violência sexual da atriz Klara Castanho
(Foto: Divulgação/Twitter)

Por espalhar o caso de violência sexual da atriz Klara Castanho, Léo Dias será denunciado pela Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ) por ter ferido o “código de ética”. A decisão foi divulgada em nota, nesta quarta-feira (29).

“São fortes as evidências de que o colunista feriu o Código de Ética do Jornalista Brasileiro. Pela gravidade do caso, a diretoria executiva e a Comissão de Mulheres da Fenaj vão encaminhar denúncia contra o jornalista à Comissão de Ética do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal, que deverá apurar o caso”, diz o texto.

A Comissão de Ética dos Meios de Comunicação da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) também publicou uma nota se posicionando sobre o caso. O comunicado enfatizou que Léo “explorou” a violência sexual sofrida pela atriz. 

“O jornalismo não pode compactuar nem com o crime, nem com sua exploração midiática. A ABI adverte em específico o jornalista Leo Dias: mesmo o tipo de jornalismo que ele faz deve respeitar certos limites éticos”, disse a associação se referindo à conduta, muitas vezes, sensacionalista que Dias assume em suas matérias.

Sobre o caso

A coluna na qual Klara foi exposta tinha o título “Estupro, gravidez indesejada e adoção: a verdade sobre Klara Castanho”. O texto foi publicado no sábado (26), às 20h56. Por causa da onda de rejeição e raiva levantada pelos internautas, às 23h54 a matéria foi retirada do ar. 

Como gerou uma revolta coletiva, vários usuários nas redes sociais se mobilizaram para exigir que o portal de notícias Metrópoles, onde Léo é colunista, o demitisse. Entretanto, o veículo publicou uma nota informando que o jornalista não será desligado do veículo. 

Embora tenha assumido o erro ao permitir a publicação da matéria sobre a história pessoal de Klara, a empresa disse que não será por causa disso que excluirão Léo da equipe de profissionais.

“Pedimos perdão à vítima. […] Mas não será com a demissão do colunista que pretendemos enfrentar esta questão. Leo Dias não se resume ao erro cometido com Klara Castanho”, esclareceu o portal.

Pedido de desculpas

No último domingo (26), o jornalista usou as redes sociais para se justificar e pedir perdão à atriz vítima de violência sexual.

“Fiquei surpreso ao saber que a mulher que deu à luz aquela criança era Klara Castanho. Até aquele momento, eu não tinha noção do contexto de violência envolvendo a gestação”, diz Leo Dias.

“O relato de Klara foi tão impactante, aquela história era tão perturbadora, que, em um ato irrefletido, me ofereci para adotar a criança. Ela foi covardemente exposta. Tenho consciência disso. Mesmo que eu soubesse de tudo desde o início, eu não deveria ter escrito nenhuma linha sobre esta história ou ter feito qualquer comentário sobre algo que não tenho o direito de opinar. Apesar da minha proximidade com o fato, reconheço que não tenho noção da dor desta mulher. E, por isso, peço, sinceramente, perdão à Klara”, disse.

LEIA TAMBÉM‘Leviano’: Leão Lobo diz que Léo Dias contou sobre Klara para jornalistas

Receba notícias do Portal Tucumã no seu Telegram e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://t.me/portaltucuma

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também