Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

7 de agosto, 2022

Filha de ex-contraventor não aparece em depoimento marcado com Polícia Civil no RJ

Rio- Esperada na Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), às 11h desta terça-feira, para prestar depoimento sobre o atentado sofrido na semana passada, a empresária Shanna Garcia, de 34 anos, não compareceu à sede da especializada, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

A filha do contraventor Waldomiro Paes Garcia, o Maninho, assassinado em 2004, ligou dizendo que não poderia comparecer por motivos pessoais e seu depoimento foi remarcado para amanhã, no mesmo horário. Bernardo Bello Barboza, ex-cunhado de Shanna e apontado por ela como o suspeito do ataque, foi intimado a depor na próxima quinta-feira, também as 11h. 

Na manhã de segunda, os agentes da DH foram em quatro endereços até localizar a mulher e íntima-lá a depor nesta terça-feira. No entanto, o marido da empresária, Rafael Alves, afirmou à imprensa que Shanna prestou esclarecimentos no Grupo de Atuação Especializada em Combate ao Crime Organizado (Gaeco), no Ministério Público do Rio (MPRJ). A assessoria de imprensa do MP nega que a filha de Maninho tenha comparecido no local.

Meia Hora

MATERIAS RELACIONADAS