Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

13 de agosto, 2022

Final da Libertadores deve ter mudança por causa dos protestos no Chile

A final da Libertadores da América 2019, marcada para o dia 23 de novembro no Chile, pode ter uma mudança de local. O país vem sofrendo uma forte pressão política nos últimos dias por conta do aumento de 30 pesos (R$ 0,17) na tarifa do metrô. A população chilena foi até as ruas de Santiago protestar contra essa decisão.

O presidente do Chile, Sebastián Piñera confirmou nesta quarta-feira (30) o cancelamento dos encontros com chefes de Estado que iriam acontecer em novembro e dezembro.

Santiago iria receber o Fórum de Cooperação Ásia-Pacífico (APEC) e a conferência do clima da Organização das Nações Unidas (ONU), a COP-25. Personalidades como o presidente da Rússia, Vladmimir Putin, e da China, Xin Jing Ping.

“Nosso governo, com muito pesar, decidiu não realizar a cúpula da Apec em novembro, nem a cúpula da COP25. Sentimos e lamentamos profundamente os problemas e inconvenientes que essa decisão significará para a Apec e a COP”, disse o presidente Sebastián Piñera.

Presidente do Chile, Sebastián Piñera. Foto: AFP

A Conmebol deve convocar uma reunião nesta semana para discutir sobre o destino da final da Copa Libertadores. Porém, a chance de uma final com dois jogos foi descartada pela entidade, tendo em vista contratos comerciais já firmados e a mudança no regulamento que prevê a final com jogo único.

Interesse do Paraguai

O Paraguai se ofereceu para sediar a final da Libertadores 2019. Antes do jogo entre Flamengo e River Plate, o país vai sediar a final da Copa Sul-Americana entre Cólon e Independiente del Vale, no Estádio Defensores del Chaco, competição paralela que pertence à Conmebol.

Protestos no Chile

Devido as manifestações nas ruas de Santiago, o governo chileno decretou Estado de Emergência desde o dia 19 de outubro. O confronto dos manifestantes com a polícia já resultou na morte de 20 pessoas e mil feridos, entre 473 civis e 745 policiais.

Da Redação

MATERIAS RELACIONADAS