terça-feira, 16 de agosto de 2022

Gabaritos do Enem ficarão disponíveis a partir da próxima quarta-feira (13)

O Ministério da Educação (MEC) vai disponibilizar na próxima quarta-feira (13) os gabaritos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As provas aconteceram nos dias 03 e 10 de novembro deste ano, cerca de 5,1 milhões de candidatos se inscreveram para fazer o exame.

A consulta do material pode ser feita por meio do site do Enem, pelo portal do Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) pelo aplicativo do exame disponível nas plataformas Android e IOS.

A divulgação do gabarito tem o prazo de três dias úteis para ser publicado e ele está previsto no edital do exame.

Durante as etapas da avaliação, 90 questões de múltipla escolha fizeram parte da prova. Na primeira etapa teve questões sobre linguagens, códigos, tecnologia e ciências humanas, além da redação sobre democratização do acesso ao cinema no Brasil. Na segunda etapa teve questões relacionadas a ciência da natureza e matemática.

A estudante Iessa Ferreira, 18, participou pelo segundo consecutivo das provas. Ela disse que não tem altas expectativas devido a sua fragilidade com matemática.

“Eu sei que me dei bem na parte de linguagens e humanas, só que na prova de exatas eu percebi um problema com relação ao ano anterior, não tinha um conteúdo específico. A prova estava fácil, mas tinha muitas pegadinhas, isso foi perceptível. Foi uma prova complicada”, disse a estudante.

Foto: Reprodução/MEC

Os candidatos que prestaram o Enem poderão cursar o ensino superior em universidades públicas ou privadas. Além disso, também podem conseguir um financiamento estudantil e participar de programas como o Sistema de Educação Unificada (Sisu) e o Programa Universidade Para Todos (Prouni).

A nota recebida no Enem pode ser usada para ingressar em universidades de Portugal através do Enem Portugal.

Questões confusas

A estudante Vitória Andrade, 18, participou do Enem pela primeira vez. Ela disse que prefere se guardar sobre as expectativas, mas, também falou sobre a falta de conexão nas questões da prova.

“Creio que fui melhor no primeiro dia de provas, mas eu me guardo em relação a expectativas para evitar frustrações. Boa parte das questões estavam confusas, esse ano abusaram dos textos de forma desconexa e isso prejudicou no andamento da prova”, explica.

Ela também falou sobre a importância da redação para o exame.

“É de extrema importância debater sobre o desenvolvimento cultural que, infelizmente, ainda é leigo no país, apesar de ter apostado em outro tema achei o desse ano pertinente”, falou.

João Paulo Castro com informações da Assessoria

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também