Gigantes do setor de duas rodas paralisam atividades no PIM

A medida é para evitar a proliferação do coronavírus.
Publicado em 25/03/20 às 09h37
Por redacao

Principais fábricas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM), a Moto Honda e a Yamaha vão seguir as determinações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e paralisarão as atividades por tempo indeterminado. A medida é para evitar a proliferação do coronavírus.

Ambas com, aproximadamente, 10 mil funcionários, anteciparam as férias coletivas. A pausa na linha de produção deve iniciar a partir do próximo dia 30. Alguns dos funcionários vão utilizar o banco de horas para compensar os dias não trabalhados, entre 27 e 30 de março.

Os profissionais da área administrativa da Moto Honda seguirão na modalidade home office. Na Yamaha, haverá regime de plantão para alguns setores e quem estiver na fábrica terá todas as proteções necessárias para evitar o contágio do coronavírus.

“O ideal, nesse momento, é não facilitar o contágio pelo coronavírus e nem colocar em risco a saúde de tantos colaboradores do polo de duas rodas”, disse o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal-AM), Valdemir Santana.

Para o presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Wilson Périco, o momento é de tomar todas as providências para evitar que o coronavírus se propague. Outras indústrias instaladas no complexo fabril local também deverão antecipar as férias de seus colaboradores.

MATÉRIAS RELACIONADAS